Casa dos Contos Eróticos

Feed

Meu 1° gozo anal aos 14 aninhos

Autor: Latixa
Categoria: Heterossexual
Data: 23/02/2005 14:46:14
Nota 9.25
Assuntos: Heterossexual, Anal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi pessoal! Sou a Latixa e este é meu primeiro relato neste site.

Tenho 19 anos e visitando esta página resolvi contar algumas traquinagens que cometi a alguns anos atrás.

Tinha 14 aninhos, mês de outubro de 2000, estava na 7ª série do ginásio, meus peitinhos começavam a criar forma, minha bundinha redondinha e empinadinha e minha bucetinha começara a nascer alguns pentelhinhos e a alguns meses fui presenteada com minha primeira menstruação.

Numa tarde de sexta - feira, um calor infernal, conheci William, estudava na 8ª série, 15 anos, um moreninha bonito e gostosinho.

Começamos a ficar, no recreio iamos para trás da escola e nos amassavamos e num destes dias, William colocou minha mão em seu pau que estava para fora da calça e estava duro, a primeira vez que peguei em um cacete, não era muito grande, mas era muito duro, ele ensinou-me como fazer e comecei a massagear, cobrindo e descobrindo sua cabeça.

Meus peitinhos foram colocados para fôra e mamados, um tesão enlouquecedor invadiu meu corpinho adolescente, senti aquele nervo pulsar em minha pequenina mão.

William implorou para que colocasse na boca, pensei bem e decidi tentar, afinal um dia teria que fazer mesmo, fiquei agachada e primeiro lambi e cheirei, um cheiro forte, abri minha boca e comecei a chupar e mamar, estava quente e inchava em minha boca, William agarrou meus cabelos e empurrava seu pau dentro de minha boca com violência, chegava até minha garganta e retornava quase fazendo-me engasgar, sua pulsação ficou mais forte e primeiro recebi um pequeno jato que molhou minha lingua, tentei tirar a boca mas foi em vão, William segurou minha cabeça e fiquei imóvel, foram mais uns 4 ou 5 jatos que explodiram em minha garganta, minha boca encheu-se com aquele liquido môrno e viscoso, não tive outra opção, aos poucos fui bebendo até a última gôta.

Tirei a boca de seu pau, ele respirava forte de tanto que gozou.

Foi dai que começou a confusão, quando levantei-me e começava a colocar meus peitinhos para dentro do sutien e arrumar meus cabelos que estavam uma bagunça, minhas pernas amoleceram de susto, Sr. Raimundo o diretor da escola em nossa frente ralhando conosco:

-Raissa, o que é isso? Que pouca vergonha é essa? Já para a diretoria os 2 e agora!

Saiu rapidamente dali, William estava branco pelo susto, comecei a chorar instintivamente e logo subimos até a Diretoria.

Sr Raimundo nos esperava sentado em sua escrivaninha, pediu-nos para nos sentar-mos e aguardar, pegou nossas matrículas em uma pasta em cima de sua mesa e começou a discurso:

-Terei que fazer um relatório e encaminhar para seus pais e serão expulsos!

As lágrimas voltaram a cair de meus olhos e ele bravo e rispidamente disse-me que não adiantava chorar, ele estava decidido.

Implorei para ele, disse que apenas tinha chupado o William, permanecia virgem, pois meus pais me matariam se soubessem de uma barbaridade destas e disse-lhe que faria qualquer coisa em troca dele não nos denunciar.

Percebi neste instante o brilho em seus olhos, olhou fixamente para nós e disse:

-Qualquer coisa, tem certeza disso!

Fiz sinal com a cabeça que sim.

Aquele senhor de uns 55 anos olhou para mim e voltou a dizer:

-Se fizerem o que eu mandar, estarão livres!

-Primeiro: levante-se e tire a roupa!

-Segundo: Quero que chupe meu pau!

-Terceiro: Vou comer sua bundinha pois você é virgem na bucetinha1

Fiquei em silêncio por instantes e olhei para o rosto de William, ele transpirava de nervosismo e talvez de tesão pela situação.

Não tinha outro jeito tive que aceitar.

Aos poucos fui fazendo meu stripp-tease e quando tirei minha tanguinha e expus minha bucetinha depiladinha, Sr. Raimundo abriu o ziper de sua calça e colocou para fora seu cacete duro, era bem maior e grosso que de Willian e com enormes veias.

Ele puxou-me pela mão, ajoelhei, abri minha boca e abocanhei aquela vara enorme, mamava e chupava com alguma experiência pois a pouco tinha chupado o de William, ele acariciava meus cabelos, não demorou muito e recebi esguichos fortes de seu esperma, succionei e engoli aquele liquido quente e gosmento grudando em minhas amígdalas.

Ele levantou-me, fiquei de costas para ele e inclinei meu corpo deixando minha bundinha na altura de seu rosto, com as mãos ele abriu minhas nádegas e lambeu meu cuzinho e minha bucetinha, aquela lingua áspera causava-me arrepios de tesão, jamais senti aquilo, salivou meu cuzinho deixando-o lubrificadíssimo, e por alguns segundos masturbou seu cacete deixando-o duro novamente e dando várias cuspidas nele, com as mãos arreganhou minhas nádegas e encaminhou-me para sentar em seu colo, segurou-me suspensa no ar e pediu para William mirar seu pau na portinha de meu cuzinho, William com muito nojo colocou-o, foi aos poucos descendo-me, senti aquela ponta dura e melada forçar meu cuzinho virgem, apoiei minhas mãos em sua coxa, senti que meu cuzinho não queria colaborar, respirei fundo e fui orientada por ele para fazer força para dilatar a entrada de meu ânus, fiz uma força enorme e deu resultado, aos poucos minhas preguinhas foram arrebentando e sua cabeça entrou, deu um grito:

-Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!

-Meu cuzinho, ta doendo!!!!!

Soltei meu corpo e debrucei-me em seu torax, meu corpo amoleceu e minhas mãos já não apoiavam em sua coxa, meu esfincter foi abocanhando aquela cobra grossa e senti seus pentelhos baterem em minha bunda, sentei até o talo, ele estava lá no fundinho de meu cuzinho cutucando a entrada de meu intestino.

Ele carinhosamente beijava meu pescocinho, tirou as mãos de minhas nádegas, pois seu cacetão já estava todo atoxado dentro de meu rabinho, foi até meus peitinhos e massageava-os delicadamente apertando seus biquinhos enrijecidos.

Chamou William e disse-lhe para ajoelhar-se, abrir minhas pernas e chupar minha bucetinha, prontamente foi atendido, a lingua de William percorria toda minnha bucetinha e roçava meu clítoris.

De gritos de dor, comecei a gemer e rebolar minha bucetinha na boca de William e minha bundinha naquele pinto enorme, sentia a respiração esbofada em minha nuca e ouvia sussuros em meu ouvido:

-Tá gostando putinha! Vou arrombar seu cuzinho e vou gozar lá no fundo, diz que tá gostando diz!

Totalmente enlouquecida de tesão e prazer disse-lhe:

-Sim! Estou adorando, me rasga no meio, hoje sou sua , só sua!!!

Ouvindo isso ele começou a mexer suas coxas como que querendo penetrar-me com mais força e William acelerou sua chupada em minha raxinha, começamos a tremer simultâneamente, nossos corpos transpiravam erotismo e tesão.

Minha barriga gelou, todos os pêlos de meu corpinho arrepiaram-se, um arrepio correu minha espinha e tive uma sensação deliciosa, fechei meus olhos e gemia alto, depois pude saber que aquilo que senti era meu primeiro orgasmo.

Cheguei ao extâse quando senti transbordar dentro de mim avalanches de esperma quentinho, fechei minha coxa no pescoço de William quase sufocando-o e aos poucos fui liberando-o, fiquei ali sentada de olhos fechados e recuperando o fôlego esperando que aquele cacete amolecesse dentro de mim.

Quando abri meus olhos, william estava em pé e com seu cacete para fora da calça e masturbava-se loucamente e sem eu consentir veio até mim e socou seu pau em minha boca, fiquei sentada em um mastro e tinha outro na boca, em instantes bebi de sua pôrra fresquinha e quentinha.

Com sua ajuda fui levantando do cacete de Sr. Raimundo e corri para o banheiro privativo da Diretoria que tinha ali na sala, foi o tempo de sentar no vaso sanitário e despejar toda carga de esperma depositada em minha poupança, meu cuzinho piscava e esguichava, lavei meu cuzinho e sequei-o, estava esfolado e dolorido, mas o crime compensou, pelo menos fui salva daquele vexame.

Até que valeu pela experiência, foi traumática, mas consegui sentir prazer, achei interessante e acabei tornando-me sua putinha de aluguel.

Em 2001, durante a 8ª. série, quando sentia que iria mal em alguma prova, procurava Sr. Raimundo que passava-me as questões das provas, sem antes chupar minha bucetinha, comer meu cuzinho e derramar bastante esperma em minha boquinha.

Terminando a 8ª. série, fui para um colégio e comecei a estudar a noite e no ano passado fiquei sabendo que ele falecêra de ataque cardíaco, fiquei um pouco triste, pois seu cacete era uma delicia, se hoje tenho meu cuzinho arrombadinho e transo minha bundinha sem mêdo, foi por que tive um mestre que me iniciou.

Comentários

26/08/2009 14:07:35
muito bom!!! me add no msn oculto63@hotmail.com
17/12/2008 02:09:43
bom se esse seu conto e veridico seu cuzinho deve ser uma delicia
10/04/2008 15:35:56
Leia um dos meus relatos....ERRO DE AVALIAÇÃO... Manda e mail e vc vai gozar dando o rabinho comigo....carlosliberal@ig.com.br
25/05/2007 01:00:16
Parábens pelo conto,adorei mas gostaria de saber se e verídico. me escreva guido.cesar@yahoo.com.br nota 10 linda
Renato
25/02/2005 14:47:21
a gatinha que delicia deve estar o seu cuzinho agora !!!!! nossa iria adorar comer ela !!!!
Moreno
25/02/2005 11:23:10
escreva-me , pois gostei muito do seu conto.
PIK-DURA
24/02/2005 20:27:02
CHOU DE BOLA, E AGORA COM 19 ANOS VC JA DEU SUA BOCETINHA PARA ALGUEM
molekinho
24/02/2005 19:25:04
o perigo é se ela gostar da coisa!!!
osama bilau
24/02/2005 17:02:01
BOm!!!
Asdrubal
24/02/2005 14:27:21
Um velho de 55 anos que esporra na boca e logo em seguida já está de pau duro para meter no cú, só poderia morrer no final do conto.
P/ o Militar
24/02/2005 14:23:55
Como ela vai te escrever se não deixa seu endereço de email???
R M
24/02/2005 12:08:41
Muito legal....Acredito que agora vc já faça muito sucesso com este rabinho...
Militar
24/02/2005 10:04:04
Olha tb adoro um cuzinho, me escreva...
Linus
23/02/2005 23:36:53
Adorei, muito legal...entre em contato
Rom
23/02/2005 22:08:09
Foi realmente verdade? Me escreva.
Tell
23/02/2005 21:11:19
Cachorinha hein, legal...
Laine
23/02/2005 19:06:09
Bom..
RL
23/02/2005 17:51:07
Legal Latixa sou Diretor tbém, vem me dar o cuzinho; Olha que vou falar para seus pais. Conto legal um beijo

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.