Casa dos Contos Eróticos

Feed

SOBRINHA LINDA , INGÊNUA E GOSTOSA

Autor: Black
Categoria: Heterossexual
Data: 01/02/2005 21:11:22
Nota 9.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

SOBRINHA LINDA, INGÊNUA E GOSTOSA

Os que estamos habituados a ler contos eróticos na Internet de um modo geral e neste site mais particularmente, sabemos distinguir, perfeitamente, as histórias que decorrem da fantasia de alguns leitores daquelas que são apenas um relato fiel da realidade. É nesta categoria, de verdade absoluta, que se enquadra este conto.

Tenho 45 anos e não sou nenhum exemplo de beleza corporal, tenho minha barriguinha cultivada há anos, não faço o estilo jovenzinho (ou melhor, coroa bobo!), enfim, nada de anormal e nem de especial comigo.

Tenho uma irmã que é onze anos mais nova do que eu e tem uma filha que hoje já está com quatorze anos completos. Coloquemos um nome fictício para facilitar a narrativa e a chamemos de Fabiana. Ela sempre foi uma menina muito linda, desde a mais tenra idade. Diferente das sobrinhas que aparecem nesses contos, ela não tem cara de safada e, ao contrário, é muito ingênua. Sempre fomos muito apegados, não tenho dúvida de que sou o tio preferido dela, mas jamais tivemos nenhuma intimidade sexual, até porque sempre a tratei com o devido respeito. Eu não vou bancar o hipócrita de dizer que já não pensara na idéia de comê-la. Pensei, sim, mas tive minha vontade refreada pela razão, pois não sou um pedófilo.

O fato é que ela estava ficando cada dia mais gostosa, com umas coxas maravilhosas, uns peitinhos lindos e bem fartos e, claro, um bumbum majestoso. Ela jamais será totalmente magrinha, mas, atualmente, não está gorda. Está com tudo em cima e de acordo com seus quatorze anos, sem ser sarada, bombada nem nada... é apenas uma gata normal.

No último natal, ela veio passar aqui em Sampa e tive a oportunidade de vê-la bastante vezes. Ela dormiu na minha casa, enquanto a mãe e o pai dela, assim como o seu pequeno irmão, dormiram num flat próximo.

Claro que me assanhei, claro que bati punheta pensando nas coxinhas que eu via, enfim, tudo normal. Mas não fiz nada, a não ser cobri-la de carinho, colocando-a no meu colo sempre que possível, enfim, tirando minhas casquinhas, mas sem deixar a coisa sair do controle e, na verdade, sem que ela participasse de nada.

Acontece que no último fim de semana, eu estive na cidade dela, onde também mora a minha mãe, onde fiquei hospedado. Quando eu a reencontrei, quase caí para trás, de tão gostosa que ela estava. Dei-lhe um abraço apertado e sussurei em seu ouvido, para deixá-la arrepiada mesmo, de que ela estava linda, com jeito de mulher e não de criança. Qual a adolescente que não gosta de ouvir isso? Como de costume, ela não desgrudou de mim, de tal sorte que, ao anunciar que ia voltar para a casa da minha mãe, ela mais do que depressa falou que ia comigo para a casa da avó. Fiquei contente e, novamente, foi aquele festival de carinho e brincadeirinhas, até que a minha mãe anunciou que iria sair, numa reunião da terceira idade que ela freqüenta. Na hora, minha sacanagem já acendeu. Foi só a minha mãe sair que eu coloquei minha sobrinha no colo e a fiz sentir meu pau bem duro, quase explodindo. Acho que ela percebeu, mas, como eu disse no início, ela é bem ingênua. Foi aí que eu perguntei sobre namorado e ela disse que não tinha nenhum. Eu perguntei se ela já tinha “ficado” com algum garoto e ela disse que sim, que já ficara com três moleques e eu perguntei o que rolava nesses encontros e ela falou que só beijo na boca. Eu perguntei se algum deles tentou pegar nos seios dela e ela confirmou que apenas um deles. E eu perguntei se o garoto quis fazer mais alguma coisa e ela disse que ele ficava querendo apertar ela e que foi por isso que ela não voltou a “ficar” com ele. E eu perguntei o que é que tinha apertar um pouquinho. Ela disse que apenas achou esquisito. E eu perguntei: “mas você não gostou?” Ela disse que não tinha sentido nada. Daí eu dei uma verdadeira aula de sexualidade, até que acariciei seus seios e perguntei se ela sentiu uma sensação agradável e ela disse que sim. Perguntei se ela já se masturbava e ela nem sabia o que era isso. Daí eu expliquei e indaguei se ela queria experimentar. Ela estava morrendo de vergonha, mas eu fui por cima do shortinho mesmo, passando a mão na sua linda bucetinha e acariciando com todo o carinho. Ela confirmou que estava gostoso e eu disse que poderia ficar ainda mais, mas ela deveria prometer ser um segredo só nosso, com o que ela concordou. Eu abri o seu shortinho e enfiei a mão por dentro da calcinha. Sua xoxota virgem estava encharcada e esse foi o sinal para eu saber que estava no caminho certo. Enquanto eu a bolinava, procurei sua boquinha e demos nosso primeiro beijo de língua. Ela estava adorando e eu perguntei se ela queria parar, porque eu não a queria magoar. Ela confirmou que estava adorando. Eu disse que iria fazer uma coisa ainda mais gostosa e a deitei. Tirei de vez toda a sua roupa e abri bem as suas perninhas, caindo de boca naquela bucetinha gostosa e que já tinha bastante pelinhos. Eu estava extasiado com aquele néctar e ela parecia delirar. Notei claramente e sem hesitação quando ela teve seu primeiro orgasmo e tive a paciência para acompanhá-la e ampará-la nesse momento sublime. Ela se assustou, pensou que ia desmaiar, mas, depois de eu acalmá-la, ela disse que foi muito gostoso. Daí eu perguntei se poderíamos prosseguir, porque ainda tinha coisa muito gostosa por fazer e ela, claro, aceitou de imediato. Foi aí que eu tirei minha roupa e a fiz segurar meu cacete. Ela o pegou com curiosidade e fui-lhe ensinando os movimentos, lhe explicando o que agradava aos homens e como o homem sentia prazer, falei-lhe de gozo, de esperma, enfim, era uma verdadeira aula, mas eu estava adorando e ela já estava tão desinibida e descontraída que nem se importava mais de estar nua na minha frente. Ensinei-lhe a chupar meu pau e em pouco tempo ela já o engolia com alguma maestria, até que fizemos um gostoso sessenta e nove, onde ela mais uma vez gozou deliciosamente. Para minha sorte, tenho extremo controle da minha ejaculação. Abracei-a e dei-lhe alguns beijos, enquanto ela terminava seu gozo e se recuperava. Ela disse que estava no céu, sentindo coisas muito agradáveis que jamais houvera experimentado. E foi nesse instante em que eu falei que ainda havia coisa mais gostosa e, abrindo sua perninha, coloquei a cabecinha na entrada de sua xoxotinha... bem, se esse conto foi bem votado e continuo a narrativa; se não, paro por aqui mesmo e ninguém vai ficar sabendo da seqüência gostosa.

Comentários

03/09/2009 14:40:35
quiria eu ter uma sobrinha assim
03/09/2009 14:39:11
cara voce tem uma sorte de dar inveja
10/02/2005 15:51:13
burro... primeiro ñ é pedofilo e com a sobrinha nunca pk é ingénua... mas ai k a fome é tanta... muito mau...
Carlão
07/02/2005 19:24:46
Gozado, tem hipocritas lendo a historia todinha e falando em polícia... Ou é frouxo ou um puta viadão...
molekinho
05/02/2005 13:50:10
vc quis da uma de certinho ate de mais! mas ate q a história foi boa!
cacau
03/02/2005 17:58:24
Este cara nem sabe relatar contos mentiroso;
beth
02/02/2005 16:09:06
cara... vc quiz ser modesto mas naum colou, o conto pode ser real, mas naum entendi pq naum terminou essa porra seu chantagista.Britty concordo com vc.
Asdrubal
02/02/2005 15:45:59
Está parecendo o conto do Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau. Eu ainda lí esta merda.
Anôniumo
02/02/2005 15:34:06
Gostei moçada!! Vamos botar esses pseudos "reais" escritores pra fora. Nota Zero, babacão!!!
ANONIMA
02/02/2005 12:59:44
DELICIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
Brittycat
02/02/2005 10:18:50
14 anos e ser virgem tudo bem!Mas: Não se masturba.Não sabe o que é esperma.Nunca pegou num cacete. Aos 13 aninhos dei minha bucetinha pela primeira vez e bebi esperma e aos 15 meu cuzinho! Manda esta guria para um convento!!! Nos dias de hoje não existem ninfetinhas santas.
Detector de mentiras
02/02/2005 02:56:35
Alerta vermelho! Alerta vermelho! Farsa total! Farsa total! Se isso for verdade, posta seu endereço aí pra eu denunciar e a polícia te pegar. Acho que é o pai da garota, seu cunhado, é que te come boiola. Pelo menos não tem erros de português.
Hugo
02/02/2005 02:51:07
Vou dar zero, o conto foi bom, mas vc quis aparecer demais. há,há,há
Nando
02/02/2005 01:15:40
Conta logo essa porra
ricardo
02/02/2005 00:07:54
essa sobrinha parece ser gostosa termina logo esse conto!!!!
Penélope
01/02/2005 23:37:04
ahhhhh conta logo...hehehe

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.