Casa dos Contos Eróticos

Feed

O que eu e meu amigo fizemos com minha mãe.

Autor: johans
Categoria: Grupal
Data: 21/01/2005 19:32:24
Nota 10.00
Assuntos: Grupal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

O que eu e meu amigo fizemos com minha mãe. Estou com muita preguiça de escrever, mas quero fazer um desabafo, então serei muito breve: Não se trata de um conto. Eu, minha mãe, meu irmão e meu padrasto encaramos o sexo com muita naturalidade e exercemos nossa sexualidade com plena liberdade amoral ( não confundir com imoral, por favor! ) Assim nunca tivemos ciúmes entre nós, meu padrasto sabe que não pode dar conta do fogo da minha mãe e não se preocupa de receber alguma ajudinha por fora, desde que de forma respeitosa e ética, eu e meu irmão também achamos que com a devida discrição não há problema algum. Da mesma maneira que eu sinto desejo por algumas amigas da minha mãe também acho natural que ela eventualmente sinta desejo por algum amigo meu, e foi isso que aconteceu! Minha mãe não é nenhum mulherão excepcional, mas é bonita e atraente o bastante para despertar desejo, e um amigo meu foi correspondido por ela; descobri isso quando um dia ao chegar em casa percebi que estavam trepando no quarto dela. Agimos todos com naturalidade e sem constrangimentos, meu padrasto e meu irmão já sabiam do caso deles e também não deram maior importância para isso, agindo com discrição e naturalidade; só meu amigo é que as vezes ficava um pouco sem jeito ao cumprimentar meu padrasto. Isto vinha rolando já a duas semanas, com encontros quase diários entre eles, quando meu amigo sentiu-se mais a vontade para comentar sobre isso comigo, de inicio meio envergonhado, mas depois seguro o bastante para me fazer algumas revelações que me surpreenderam. Contou-me que minha mãe lhe dissera que desejava experimentar ter mais de um homem, todos jovens, ao mesmo tempo na cama, três ou quatro ela lhe disse. Confidenciou-me também que ele tinha fantasias sobre incesto e sugeriu a ela eu e meu irmão caçula, logicamente, de inicio, ela recusou a idéia por medo de perder o respeito de seus filhos, mas com a insistência dele acabou recusando apenas meu irmão caçula, admitindo que desde pequeno sempre admirou o tamanho do meu membro; pois modéstia à parte, meu apelido entre meus amigos é tripé, por razões obvias. Fiquei confuso, sem graça, nunca pensei em nada de diferente com minha mãe, porém aos poucos me deixei seduzir pela conversa de meu amigo e terminei de pau duro admitindo que sentia tesão por minha própria mãe, o que o deixou extremamente entusiasmado. Não comentei nada sobre esse assunto com ela, e tenho certeza de que eles também não comentaram sobre isto com meu padrasto e meu irmão, mas notei que dois dias depois desta conversa com meu amigo minha mãe ficou nitidamente mais atenciosa e carinhosa para comigo. Mais ou menos uma semana depois meu amigo me convidou, com brilho nos olhos, para passar o final de semana com ele, minha mãe, e outro amigo dele, que eu não conhecia, no sitio de seus pais, para minha surpresa fiquei de pau duro e concordei prontamente. Na mesma noite minha mãe anunciou para a família, após o jantar, que seu amante, meu amigo, convidara ela e eu para passarmos o fim de semana no sitio de seus pais e que ela havia aceitado o convite; meu irmão não deu a mínima e meu padrasto embora visivelmente aborrecido concordou. Isto foi na quinta-feira, no dia seguinte ao final da tarde estávamos meu amigo e minha mãe nos bancos da frente do carro, com ele na direção, e eu e seu amigo, que é um cara super gente fina e bi-sexual, conversando no banco de traz à caminho do sitio. Chegamos de madrugada bastante cansados e fomos dormir, ele e minha mãe no quarto dos pais dele e eu e seu amigo no quarto de hóspedes, excitado pelo que imaginava que iria rolar e incrédulo na barca que estava entrando demorei para pegar no sono. Acordei perto do meio dia com barulho de gente pulando na piscina, musica e cheiro de churrasco invadindo a casa, vesti um calção peguei uma toalha e fui me juntar a eles. Meu amigo e minha mãe estavam nus dentro da água, seu amigo bi-sexual estava também nu, deitado sobre uma toalha tomando sol na bundinha e um negro enorme, tipo armário, vestindo bermuda e camiseta, o caseiro, cuidava da churrasqueira. Meu amigo e minha estavam felizes e quando ela me viu, com um enorme sorriso e alegria me chamou para entrar na água com eles, meu amigo falou para eu também tirar a roupa e cair na piscina, o que eu fiz imediatamente. Minha mãe, caminhou, dentro da piscina na minha direção rindo, me falando vem cá filhinho, e me abraçou seguida por meu amigo que a abraçou por traz, zonzo quando me dei conta estava acariciando seus seios enquanto ela massageava meu pau e era encoxada por meu amigo, desci minha mão e acariciei sua vagina procurando o clitóris, ela começou a gemer baixinho Ficamos alguns minutos nesta zoeira até que ela nos puxando pela mão saiu da piscina e correu na nossa frente para o quarto de casal, nosso amigo bi-sexual veio atrás de nós. Minha mãe deitou na cama e meu amigo começou a mamar em seus peitos deixando sua bocetinha para que eu mamasse em seu clitóris enquanto tinha meu pau chupado pelo seu amigo. Eu já não pensava em mais nada quando mudaram as posições e minha mãe ficou de bruços, com a bunda empinada para traz sendo fodida por meu amigo enquanto ela chupava o pau de nosso amigo bi-sexual e puxava meu pau para também ser chupado. Uma coisa estranha me aconteceu: Meu pau estava tão duro que até brilhava, mas talvez bloqueado por estar trepando com minha própria mãe, em uma autentica suruba, a primeira de sua experiente vida, sentia meu pau anestesiado, com pouca sensibilidade, o que acabou sendo bom para ela, pois assim minha ereção durou por um tempo muito longo e inabitual. Minha mãe tremia e gemia fora de si e não falava nada, só quando desengatou a bocetinha do pau de meu amigo e tentei por em seu cuzinho ela balbuciou sem fôlego que não queria o meu pau no seu cuzinho, e me dando um chupão maluco na boca dirigiu com a mão o meu pau para dentro da sua bucetinha melecada e apertadinha. Nosso amigo bi deu uma cuspida no cuzinho dela e enfiou a vara enquanto meu amigo punhetava o pau na boca da minha mãe. Ela estava completamente alucinada, chacoalhava um vai e vem violento entre nós e tremia como estivesse tendo um ataque epilético, só de volta a nossa casa ela me contou que teve um orgasmo múltiplo como nunca tivera antes, eu procurava esquecer que ela era a minha mãe, para poder melhorar a sensibilidade do meu pau, mas não conseguia gozar, nosso amigo bi deu um urro animal e saiu do cuzinho da minha mãe que logo foi prenchido pelo pau do meu amigo, e eu nada de gozar na minha mãe que acabou desmaiando antes mesmo de receber outra esguichada de porra do meu amigo, que gozou no rego dela. Eta foda bagunçada! Sai da bucetinha da minha mãe com ela semi desfalecida e ofegante, sem ter conseguido por minha porra para fora, meu pau ainda demorou um pouco para amolecer, os três adormeceram largados na cama mas a tenção que eu estava, sem ter conseguido gozar, me deixou inquieto e sai do quarto de volta para a piscina. Encontrei o negrão, caseiro, que me perguntou quem era a dona que estava com a gente, e não tive coragem de dizer quem era, ele então me perguntou porque ela me chamava de filhinho e desconversei dizendo que era porque era amiga da minha mãe e existia essa fantasia entre a gente, acho que ele acreditou. Perguntei se ele também ia comer a dona e ele respondeu que não se intrometia nas bagunças dos patrões, para não sobrar confusão pro lado dele, e com um sorrisinho insinuou que já tinha comido o rabinho do nosso amigo bi-sexual, que ele chamava de bichinha granfina. Não demorou e minha mãe e seus dois amantes vieram se juntar a nós, ela estava banhada e usava um roupão, me abraçou e perguntou se eu estava bem, me abraçou e ficou todo o tempo do meu lado, achei ela um pouco preocupada comigo e procurei ser carinhoso e mostrar que estava tudo bem. Passamos o resto do dia petiscando o churrasco, bebendo cerveja, trocando conversa fiada e jogando sinuca, nunca vi minha mãe tão feliz e carinhosa comigo. Ao anoitecer meu amigo chamou minha mãe para o quarto de casal sem nos convidar, perguntei para minha mãe se poderia ir com eles, ela me respondeu com um sorriso franco e safado e fomos os três. Minha mãe se deitou entre nós dois, de frente para mim com o cuzinho virado para meu amigo, depois de algumas caricias estávamos novamente dentro dela e eu novamente bloqueado, com o pau estourando de duro socando no útero que me gerou, vendo ela convulsionar de tesão, sem eu conseguir gozar. Minha mãe percebeu minha situação, que eu não conseguia gozar, começou então a me masturbar e chupar meu pau violentamente enquanto meu amigo, que tinha se acabado no cuzinho dela apenas olhava fascinado nossa sacanagem, então, não sei bem porque, sugeri: Minha mãe é mulher pra caramba, chama o seu amigo e o caseiro também, que ele é gente fina. Acho que minha mãe nem entendeu direito o que eu falei, mas meu amigo de imediato saiu do quarto para logo em seguida voltar com nosso amigo bi-sexual e o negrão, que já veio pelado e com o pauzão em riste. Tirei meu cacete da boquinha da minha mãe e puxei ela pra cima de mim e senti de novo aquela bocetinha apertada deslizando no meu pau, o negrão enfiou a vara na boca gulosa dela e nosso amigo meio gay meteu no cu dela, ela ficou maluquinha novamente e eu consegui me desbloquear, enlouqueci também, comecei a urrar de tesão, nunca tinha sentido nada nem parecido em toda a minha vida. Quando eu gozei parecia que eu estava mijando porra no útero da minha mãe, o negrão pensou em me substituir na bocetinha dela, mas vendo aquela inundação de porra saindo de dentro dela virou ela e sentou o cuzinho dela de uma vez na sua vara, ela nem conseguiu gritar porque ficou sem voz e a bichinha caiu de boca na boceta mamando a minha porra. Meu amigo de tanto se punhetar teve nova ereção e assim que o negrão terminou no ex cuzinho, agora cuzão, da minha mãe, tirou a cara do viadinho da bocetinha dela e começou a meter como louco, quando ele terminou eu já queria de novo e ele mau saiu de dentro dela eu entrei de novo naquela boceta ensopada de porra. Minha mãe tremia e ofegava sem parar, parecia uma boneca de carne bêbada, quando um saia outro entrava, a pedido dela começamos a revezar seus buracos: quando um terminava na boceta o próximo ia no cu, quando este terminava no cu o seguinte ia na boceta, e assim ficamos a madrugada toda, francamente nem sei que hora terminou porque em dado momento eu gozei no, agora, cuzão dela e desmaiei. Acordamos no final da tarde do dia seguinte, ela, coitada, estava acabada, exausta, tinha algumas manchas roxas no corpo e andava devagar, mas sorria bem humorada e estava feliz. Já era hora de voltarmos para casa e para o feijão com arroz, como ela mesma disse.

E-mail= zip1@ubbi.com.br

Comentários

18/07/2009 18:50:28
Cara tua mãe é insaciável, ela se arrobou toda, mais feliz. tudo bem não estou recriminado ela não cada um tem o direito de ser feliz a seu modo voce não acha? Agora cabe a voce, já que ficou bom do bloqueio, sacia-la plenamente, só em família, pra que ela não fique defamada, só voces tres em casa saciam o desejo dela não é e outra ela te ama, e voce gostou de transar com ela e ela com voce, então cara aproveita, conheço tanta história de filha que vive com o pai e filho que vive com a mãe, voce não será o único. Voce gostou que eu sei, e pelo que contou seu padasstro e seu irmão também transam com ela e agora voce, qual o problema/ vai fundo cara
18/07/2009 18:35:21
Cara! tua mãe é uma insaciável! vai gostar de rola assim na China
nuno
14/01/2006 00:10:50
este conto está mal contado, sua mae e uma puta paga e que levou no cu foi voce
xxxxxxxxxxx
29/01/2005 20:20:01
q nojento isso tudo é óbvio q é mentira.
menina
23/01/2005 09:51:43
esse =ppp e um analfabeto, uma bicha inrrustida
=PPP
23/01/2005 03:10:13
nha q nojo...fika cumendu a próprima main...issu eh nojentu! e seu padrasto gosta disu ainda...leva na bouas..6 saum tudu um bandu de bicha issu sim...us unikus q prestam ae eh u negaum e u bi...=P...vai c fude
afff
23/01/2005 02:27:15
aff...num acredito q vc fez isso cum a sua mae, cara...e seu padrasto aceita ser corneado...mentira tudo isso
Gabão
23/01/2005 00:08:25
Tua mãe é muito gostosa!
Gi
22/01/2005 21:32:35
Hum!! q suruba gostosa.
Eu
22/01/2005 20:52:07
Um dia eu faço o mesmo também.
Mel
22/01/2005 13:32:10
Um dia realizo esta mesma vontade que tenho.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.