Casa dos Contos Eróticos

Feed

O MELHOR CONTO DE SEXO A TRÊS!

Autor: Leandrocont
Categoria: Grupal
Data: 17/01/2005 11:43:30
Nota 8.33
Assuntos: Grupal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Leandro, tenho 28 anos, sou moreno, tenho

1,80m de altura, cabelo e lhos castanho, a estória que

vou contar aconteceu comigo de verdade. Quando tudo

aconteceu eu já era casado, com a minha mulher,

Patrícia, que chamarei daqui para frente de apenas

Paty, que é como lhe chamo na realidade, uma mulher

linda, alta (e adora usar saltos altos, o q a torna

ainda mais alta), loira, cabelos lisos e compridos,

com um corpo escultural, ela é uma daquelas mulheres

que por onde andam, chama a atenção de todos e

principalmente dos homens que morrem de tesão de ter

aquele corpo que é só meu. Bom nós sempre fomos um

casal que se deu muito bem na cama, e na medida do

possível e com o passar do tempo fomos realizando

todas as nossas fantasias. Eu sempre que podia pedia

para ela fazer algo diferente, algo que me excitasse e

excitasse ela também, nessas brincadeiras, a comi em

vários lugares inusitados, peguei ela vendada,

amarrada, de quatro, pela frente, por trás (o que

demorou um tempinho, mas foi uma delícia), já lambuzei

ela com vários tipos de cremes que existem no mercado

de produtos erótico, e já cobri ela tb com o meu gozo

em seu rostinho lindo.....enfim, já fizemos quase tudo

que os casais habitualmente fazem...sempre conversamos

sobre sexo e sobre as nossas fantasias, no início

confesso que eu mesmo tinha um pouco de vergonha e

receio que ela me achasse um depravado e coisa e tal,

mas com o passar do tempo, fomos criando confiança um

no outro e falamos abertamente sobre sexo e fantasias

e uma coisa que sempre quisemos fazer, foi transarmos

a três, com uma outra mulher. Contudo nunca colocamos

isso em prática. Acontece que um belo dia organizamos

um jantar em nossa casa, e convidamos vários amigos.

A Paty se produziu toda, colocou uma calcinha que eu

adoro que, inclusive, foi presente meu, pretinha, com

uma rendinha do lado, e que some no seu rabinho, bem

do jeito que eu adoro, e estava com uma saia que

ressaltava seu corpo lindo e com um decote que dava

asas à imaginação de qualquer pessoa. Ahh, eu preciso

dizer: a PAty tem uns seios lindos, não são grandes

nem pequenos, são médios, bem clarinhos, são

convidativos e firmes como os seis de uma ninfeta, e o

que mais eu adoro é a sensibilidade que ela emana dos

bicos daqueles seios maravilhosos (só de tocar por

cima da blusa ela já solta uns gemidinhos de

prazer)...hum, uma delícia...Bom, voltando a estória,

quando a vi desse jeito, me deu vontade de cancelar o

jantar e comê-la ali mesmo no meio da sala, mas ela me

impediu e disse que se eu tivesse paciência ganharia

um prêmio àquela noite. Fiquei louco, imaginando o que

poderia ser, e já não me agüentava mais de tesão,

porém acatei a sugestão.....Os convidados foram

chegando, a maioria em casais, poucas pessoas estavam

solteiras. Entre as solteiras, tinha uma amiga da

Paty, de nome Jaqueline, uma morena de estatura

mediana, cabelo bem comprido, liso, cintura fina, e

peitos avantajados, que davam a impressão de ser

silicone....Essa amiga, já conhecia minha esposa de

longa data e eu sabia que ela era a confidente da

PAty. No jantar todos beberam muito....começamos

tomando tequila e depois partimos para o vinho (o que

não é muito recomendável)....com o passar do tempo às

pessoas forma se despedindo e acabaram ficando Eu, a

Paty e sua amiga Jaqueline....Eu já estava louco para

que a Jaqueline fosse embora, para que pudesse pegar a

Paty, levantar a saia dela, colocar sua calcinha de

lado e comê-la ali mesmo.... Porém sua amiga não ia

embora, e Paty, para meu desespero, perguntou se ela

não queria beber algo a mais....e ela respondeu que

sim, que mais umas doses de tequila não fariam

mal...Eu fiquei muito chateado com isso, mas fiquei

junto, de forma a fazer companhia para minha

esposa....Um gole aqui, outro ali....a Jaqueline

perguntou se não queríamos fazer uma brincadeira, na

qual quem perdesse deveria tomar uma dose de

tequila...era um jogo de baralhos e acabamos aceitando

sua proposta.....Nesse jogo, a Paty e a Jaqueline

perderam mais do que eu, e conseqüentemente tiveram

que beber mais....As duas já estavam completamente

bêbadas quando a Jaqueline começou a apimentar a

conversa (que seguia enquanto jogávamos) e começou a

fazer comentários sobre a última transa dela...No

início, estava apenas fazendo comentários

superficiais, mas com o passar do tempo, e com a

inibição indo embora, começou a fazer comentários mais

profundos, dizendo que o cara não era tudo o que ela

imaginava e coisa e tal, que as mulheres gostam de

carinho, mas que às vezes o que elas gostam mesmo é de

uns tapinhas na bunda, uns puxões de cabelo, uma

pegada com firmeza, uns palavrões e de ouvir o homem

lhe ordenar o que fazer, e o carinha que tinha saído

com ela, não fez nada disso, o que lhe deixou

(Jaqueline) meio frustrada.... Achei estranha tanta

liberdade mas a coisa começou a me deixar com tesão...

Acho que Jaqueline percebeu isso e disse que iria

embora, para que pudéssemos ficar mais à

vontade...Contudo a Paty, para meu desespero disse que

não precisava ir embora, que nem estávamos cansados, e

que deveríamos “apimentar” ainda mais a

brincadeira... Aquela atitude me surpreendeu.... E a

Paty propôs que mudássemos os “castigos” e que a

partir daquela hora quem perdesse teria que fazer algo

sensual para os outros verem....eu olhei para a Paty

com cara de susto e ela estava sorrindo com um sorriso

safado no rosto o mesmo que sua amiga

apresentava.....Como não tinha nada a perder e estava

diante de duas mulheres lindas aceitei a proposta....E

na primeira jogada a Jaqueline ganhou e pediu para que

eu encenasse uma transa com a Paty ali na frente

dela....Meio que relutando e com um pouco de vergonha

eu e a Paty topamos e ficamos em pé...No começo,

beijei-a com tesão, mordi seu pescoço e comecei a

passar minha mão pelo seu corpo.....inicialmente na

cintura, para depois subir aos seus seios, tudo isso

por cima da roupa....e parei ali.... A Jaqueline

protestou e disse que aquilo era muito pouco e que ela

queria ver mais....então olhei para a Paty, que

automaticamente consentiu, ainda que apenas com uma

piscada de olhos,.....ato reflexo puxei-a com força

contra meu corpo e dei-lhe um beijo forte, invadindo

sua boca com minha língua, enquanto levantava sua saia

e procurava seu sexo com minha mão...no início passei

a mão no seu sexo por cima da calcinha, depois a

deixei de costas para mim e de frente para a

Jaqueline, e com uma mão levantei a sua saia e com a

mesma enfiei meus dedos por dentro da sua calcinha

que cedia facilmente à pressão do meu dedo, que de

toda forma tentava superar o tecido e buscar uma fenda

naquela calcinha maravilhosa de forma a alcançar o

sexo da minha mulher, enquanto isso minha outra mão

tocava seus seios que nessa hora já estavam para fora

do sutiã.......e assim ficamos por um tempo, eu

passando o dedo sobre o sexo da minha mulher,

deslizando, esfregando, possuindo-a com meu dedo,

sentindo seu sexo quente e molhado e com a outra mão

tocava-lhe os seios que já começavam a reagir, ficando

com os biquinhos enrijecidos de tanto que eu os puxava

levemente e brincava com eles....a Paty já não se

agüentava mais e começou a gemer, morder seus lábios e

a esfregar seu rabo no meu pau, como se fosse uma

cadela no cio implorando para ser fodida, meu pau há

essa hora já estava explodindo e pedindo para sair da

minha calça....Paramos, antes que a situação se

tornasse insuportável.....e a Jaqueline disse: agora

sim, isso sim foi tesão, bem que a Paty comentava

comigo que vcs. são um casal bem tarado...Reiniciamos

a brincadeira, só que dessa vez eu é que ganhei...e a

mim competia a árdua tarefa de um pedido... Como não

sou bobo e percebi que aquela era uma oportunidade

única, pedi para que as duas fizessem uma

performance.....E apesar da relutância inicial, as

duas levantam e começaram a se beijar...aquela cena,

antes quase que impensável, me deixou louco....ver

duas mulheres lindas, uma loira e outra morena se

tocando, era um maravilhoso....e se beijaram e se

tocaram como nunca tinham feito e como eu nunca tinha

visto, e apesar de parecer meio constrangida pude

perceber que aquilo estava excitando a Paty.....Depois

de alguns minutos de tesão desenfreado, as duas

pararam e perguntaram se eu estava

satisfeito....Respondi que para o começo estava bom e

todos rimos. Em seguida fui à cozinha pegar um pouco

mais de bebida e percebi que as mulheres não paravam

de rir e cochichar enquanto eu estava longe....E

quando já estava saindo da cozinha fui abordado pela

minha esposa que me disse: Vc. sabe aquela fantasia

sexual que ainda não fizemos...a de transarmos a 03 ?

Respondi que sim.... E ela disse que achava que a

Jaqueline topava.....e queria saber a minha

opinião...Eu prontamente aceitei...e já fiquei

imaginando como seria ver aquelas duas mulheres

transando comigo.....Sentamos novamente na sala e

continuamos o jogo...Em seguida quem ganhou foi a

Jaqueline, e para minha surpresa ela sugeriu um

castigo diferente.....eu deveria tirar toda a minha

roupa, fazendo um strip-tease para elas, e em seguida,

se elas gostassem da minha performance, elas teriam

uma surpresa para mim....Aceitei a proposta e pedi

para que elas colocassem uma música do gosto

delas....Ligaram o rádio e a música começou a

tocar....as mulheres se entreolharam e sorriram com

uma carinha de safadas que me deixou louco de

tesão....Comecei a dançar e a tirar a minha roupa bem

devagar...primeiro o sapato....que quando tirei, logo

veio um grito de uma das mulheres: TIRA

MAIS!!!....obedeci e tirei a meia..... depois comecei

a desabotoar a camisa lentamente.....Aproximei-me das

duas que estavam lado a lado sentadas no chão e dancei

quase que colado nelas, nessa hora a Paty começou a

passar a mão sobre meu corpo e disse que se a

Jaqueline quisesse poderia fazer tb.....Jaqueline,

meio que sem jeito, passou levemente a mão sobre meu

tórax e parou.....logo em seguida tirei totalmente a

camisa....e depois comecei a tirar a calça....e

percebi que a atenção e os olhares daquelas duas

safadinhas se fixaram no meu pau, que de tão duro não

tinha como disfarçar e ficava realçado na minha

cueca.....foi quando me deu uma ponta de vergonha e

perguntei para elas se não deveríamos parar por

aí.....Porém a resposta foi em coro: LÓGICO QUE NÃO,

TIRA TUDO.....e como se fosse uma ordem...abaixei

minha cueca bem devagar e meu pau saltou para fora

dela, como que um ferro que estava sendo sufocado por

algo....eu estava com o pau completamente duro...e

Jaqueline soltou um gemidinho seguido de um

comentário: AI QUE PAU GOSTOSO!!!....Aquilo me deu

muito mais tesão e já estava com medo que acabasse

gozando ali mesmo...mas para minha alegria isso não

aconteceu...Parei, sentei, continuei pelado e disse

para as duas: Agora é a vez de vcs....Elas sorriram e

ficaram em pé....e os minutos que se passaram em

seguida foram os melhores da minha vida...as duas

começaram a se beijar e a tirar a roupa uma da

outra....Peça por peça foi caindo....enquanto isso os

beijos e as carícias continuavam....por várias

oportunidades Paty chegou mais perto de mim e roçou

seu corpo quase que todo nu no meu corpo que já estava

todo descoberto...A Jaqueline, por sua vez, matinha

uma certa distância de mim, apesar de me lançar uns

olhares de cadela no cio....Em seguida as duas tiraram

o sutiã e ficaram com seus colos nus e apenas de

calcinha....Paty, como já disse estava com uma

tanguinha preta...minúscula e encravada no seu

rabinho, já Jaqueline estava com uma calcinha vermelha

e tão safada quanto à da Paty....Daí foi a minha vez

de dizer: AGORA QUERO VER AS MINHAS PUTINHAS TIRANDO A

ROUPA!!! E as duas obedeceram e para minha surpresa e

alegria elas tinham algo em comum.....eram

completamente depiladinhas....o que deixava aquelas

bocetinhas todas à mostra...Aí para minha surpresa

quando achei que tudo iria parar por aí, Paty me disse

que o melhor estava por vir.....e se aproximando de

mim....abocanhou meu pau, do jeito que só ela sabe

fazer e chupou e lambeu e engoliu com volúpia o meu

cacete....e me olhando com cara de safada disse: Quero

que vc. dê para mim e para a Jaqueline o “trato” que

vc. sempre me dá....e quero que vc. satisfaça a

vontade da Jaqueline de ser comida por um homem de

verdade.......E eu não me fiz de bobo e pedi: Então

quero que a Jaqueline te chupe inteirinha enquanto eu

como ela dee assim foi....as duas se

posicionaram de forma que a Paty ficou deitada de

costas no chão, com as pernas bem abertas, enquanto a

Jaqueline acomodou-se de quatro, de forma que pudesse

chupar minha esposa e ao mesmo tempo ficasse

disponível para tomar pica.....Aquela visão me levou

ao êxtase, minha mulher sendo chupada, com os olhos

fechados e com as pernas totalmente abertas, enquanto

um rabo lindo e desprotegido me aguardava bem à minha

frente....Apontei meu pau na entradinha daquela

bocetinha maravilhosa, que após tantas brincadeiras,

estava completamente “ensopada” e que de tanto tesão

chegava a “latejar”...e fui possuindo-a pouco a

pouco....deslizando para dentro daquela mulher,

completando-a, e os primeiros gemidos começaram a

surgir....Foi nessa hora que lembrei que ó que

Jaqueline realmente gostava e queria (segundo ela

mesmo descreveu) era ser comida como uma putinha...e

nesse momento, estoquei meu pau com bastante força na

sua bocetinha....e disse: É assim que vc. gosta né? E

fiquei esperando uma resposta....Ela respondeu: Isso

mesmo, se não for assim, não vou gostar!!! Então

aproveitei a deixa e puxei aquele cabelão enorme para

trás, aproximando sua cabeça do meu corpo e disse-lhe

no ouvido, mas alto o bastante para que minha esposa

pudesse escutar: hoje vou te foder como uma cadela, e

vou fazer vc. se sentir como mulher como nunca ninguém

o fez....e já emendei um tapão no rabo dela.....E não

é que a cadela gostava disso mesmo!!! Eu fui

aumentando o ritmo das estocadas e dos tapas na bunda

e ela começou a rebolar e a gemer e a pedir mais.....e

eu sempre que podia alcançava seu clitóris e

massageava-o de forma frenética....até que os gemidos

e os palavrões começaram aumentar e ela começou a

dizer que ia gozar, que não agüentava mais e acabou

por desfalecer em um gozo delicioso. Em seguida,

posicionei minha esposa de quatro, em cima do sofá, o

que me deixava com uma visão linda do seu rabinho, e

disse-lhe: hoje vamos mostrar para a Jaqueline o

quanto vc. gosta de dar o teu rabinho para mim!!! E

ela concordou com uma olhadinha para trás e um piscar

de olhos. Eu não perdi tempo, e molhei minha mão com a

minha própria saliva e besuntei aquele orifício

rosadinho que de tanto tesão chegava a latejar.....e

devagar, inicialmente, fui introduzindo meu pau no

rabo dela que gemeu um pouco, mas mais de dor do que

de outra coisa. Depois de alguns minutos meu pau tinha

sumido naquela bundinha, consumido pela anca deliciosa

da Paty...e eu olhava para a Jaqueline que observava

tudo aquilo com cara de tesão e lhe disse: tá vendo é

assim que ela adora! Agora os gemidos de dor da Paty

já cessaram e foram substituídos pelos primeiros

gemidos de tesão acompanhados de frases safadas, ditas

meio de forma sussurrada e sufocante....A Paty adora

que eu coma seu rabinho, e muitas vezes chega até ao

êxtase com tal prática, e dessa vez não foi diferente,

começou a rebolar, a gemer, a apertar o sofá com as

mãos, a gritar coisas meio desconexas enquanto eu lhe

chamava de minha cadelinha, putinha safada, etc...até

o momento que também gozou e fez questão de gritar bem

algo e gemer como se fosse um animal no cio!!!! Eu tb

já não me agüentava mais, mas ainda tinha um sonho a

realizar e pedi para que as duas ficassem juntas, na

minha frente, de joelho, enquanto eu me posicionava na

frente das duas...quando as duas já estavam

posicionadas, eu disse: agora eu quero gozar no

rostinho de vcs. duas, e quando começar quero que vcs.

abram a boca e coloquem a língua para fora....Dito

isso e já com as duas com as boquinhas abertas,

comecei a gozar... Primeiro, um jato forte que pegou

meio no cabelo e na orelha da Paty, em seguida mirei

melhor e acertei em cheio na sua boquinha

aberta....depois apontei para a Jaqueline, que já

estava com uma cara de ansiosa, e esporriei direto no

seu rosto, nessa acertei um pouco na boca e ao lado,

meio que fazendo uma linha de porra da boca, passando

pelos lábios e chegando na sua bochecha...depois, pedi

para que as duas me chupassem e sugassem todo o resto

que tinha sobrado no meu pau...e as duas dividiram e

lutaram pelo meu pau nos momentos seguintes, sugando-o

inteirinho até a última gota! Depois, fomos para o

quarto e aconteceram mais um monte de loucuras que eu

te conto da próxima vez... Ahh e depois fiquei sabendo

que as duas safadinhas já tinham combinado aquilo à

algum tempo e que nada foi por acaso.....

Comentários

24/03/2014 10:37:23
Gostei, não é o melhor mas é muito delicioso.
09/12/2008 18:49:04
adorei vc e um cara de sorte sou casado e sou louco para ver minha esposa asim valeu
25/11/2008 18:56:58
gostei e eu e meu marido tbm gostaríamos de fazer a 03, mas não sabemos como convidar alguém...
30/09/2008 18:03:04
Gostaria de estar no lugar da amiga.
Juu
24/09/2008 11:19:32
nãao gostei muito
ST
29/03/2005 12:21:17
QUE BOM QUE A SUA MULHER ACEITA E GOSTA DESSE TIPO DE RELAÇÃO, SE ELA QUISER INVERTER A SITUAÇÃO, EU POSSO SER O PARCEIRO PARA NOS FAZERMOS UMA DUPLA PENETRAÇÃO. QUE TAL?
17/01/2005 23:16:26
O conto é bom, mas o título está exagerado. Já li melhores.
marcelo
17/01/2005 16:11:35
q bosta de tabulação!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.