Casa dos Contos Eróticos

Feed

Brincando com a irmã e comendo a mãe

Autor: FLÁVIO
Categoria: Heterossexual
Data: 26/11/2004 16:30:15
Nota 8.17
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Flávio. Na minha casa moramos 4. Meu pai, João (cornão!), 49 anos; minha mãe, Luíza (coroa gostosa e vadia!); minha irmã, Gisele (ninfetinha e aprendiz de vadia), 18 anos.Há anos eu manjo Gisele.Nós 2 dividimos o mesmo quarto.Vejo ela trocar de roupas todo dia.Ela é uma ninfeta de olhos castanhos; 1,60 de altura; seios pequeninos e durinhos; e uma bundinha durinha, mas mediana.Seu corpo é cheio de sardas.Comecei a dar direta nela.Dizia que ela era bonitinha e que eu já estava com vontade de brincar com seu corpinho.Ela dava risadinha sacana, mas não dizia nada.Comecei a me esfregar nela.Ela dava sorrisinho e dizia que não podíamos fazer aquilo, porque éramos irmãos e ela ainda tinha namorado.Um dia eu disse que queria brincar com seus peitinhos.Ela então, aceitou.Levantou a camiseta e puxou um dos lados do sutiã, deixando um dos mamilos amostra.Chupei-lo seu pequeno e suculento mamilo.Tentei evoluir, mas ela não deixou.Fazíamos essa brincadeira por várias vezes.Só que com os dois seios.Ela um dia disse que queria brincar com o meu pinto.Pôs a sua mão dentro da minha cueca.Segurou meu cassete que foi endurecendo na sua mãozinha.Ela me olhava com um olhar sacana.Abaixou minha cueca e começou a me punhetar.Com o mesmo olhar de sacana de antes.Gisele se abaixou e começou a passar o meu cassete melado de tesão nos seus deliciosos e sardentos seios.Eu já louco para gozar.Foi aí que ela pôs o meu pau na boca.Começou um suave boquete.Sua bocada foi ficando mais forte até que gozei na sua boca.Ela limpou os vestígio de porra no seu rosto.Boa parte da porra a vadia engoliu e ainda disse que estava gostoso.Tentei tirar sua roupa para poder comer sua bucetinha, mas ela não deixou.Disse que nunca mostraria a bucetinha para mim.Eu deveria me contentar com aquilo que nós tínhamos acabado de fazer.Que só aquilo eu teria se quisesse.Poderíamos fazer tudo, menos penetração vaginal e anal.Disse que a bucetinha seria só para seu namorado.Pois ela não queria traí-lo.Vadia, como se ela não tivesse traído aquele corno do namorado dela!Bom, no decorrer do tempo percebi que ela estava falando sério e teria que me contentar com só aquilo.Até que era divertido.Quando tentava forçar a barra, ela brigava comigo e ficava um tempo sem brincar comigo.Fazíamos isso em todos os lugares, quando não tinha ninguém.Fazíamos na cozinha de madrugada, no banheiro, na sala.Quando podíamos começava os esfrega-esfrega.Ela dizia que adorava me fazer ter prazer e também ela, longe de mim, se masturbava com as nossas cenas na cabeça.Meses passaram se.Eu, como um tarado, passei a ver minha mãe como objeto sexual.Meus pais sempre foram discretos em relação ao sexo.Sempre fazia sexo disfarçado para eu e Gisele não perceber.Sempre vi minha mãe como uma mulher distinta.Inocência minha!Minha mãe tem um corpaço.Eu nunca tinha imaginado fuder com ela.Ela, Luíza, tem os olhos esverdeados; 1,65 de altura; seios médios; e uma bunda um pouco maior da Gisela e, incrivelmente, dura, apesar da idade.Certo dia, eu passei perto do quarto dos meus pais minha mãe me chamou.Ela estava vestindo um biquíni de Gisele e perguntou se estava bom.Minha mãe disse que tinha se associado ao um clube perto de casa.Vi seu corpo como nunca tinha visto antes.Já algum tempo já via minha mãe com outros olhos, mas isso foi o fim da picada.Como eu sou direto disse que ela estava muito gostosa.Ela agradeceu e disse que o meu pai não acha a mesma coisa.Eu perguntei por quê.Ela contou a estória.Disse que tem muito tesão e o meu pai está ficando broxa.Eu estava louco de tesão.Fui sincero.Falei que o meu pau estava duro e se ela estava carente podia resolver esse problema.Disse isso dando um sorriso sacana.Ela me olhou com um olhar sério.Percebi que eu tinha feito uma merda enorme.Ela iria me xingar e dizer para o meu pai.Mas não, ela se aproximou e começou a acariciar o meu pênis por cima das calças.Em seguida abaixou minhas calças e segurou no meu pau.Ela falou que o meu pau deve ser uma delícia.Começou uma punheta e, para minha surpresa, pôs a outra mão dentro da parte de baixo do biquíni e começou uma siririca.Ela fechou os olhos e mordeu os lábios.Logo em seguida disse para fudermos.Segurando no meu pau me levou para perto da cômoda.Tirou o biquíni, sentou na cômoda e disse gritando: ME COMA, FILHO DA PUTA!Meu pau entrou com facilidade na sua buceta lubrificada.Meti com força.A cômoda rangia e balançava.Ela gritava como nunca tinha visto.Gozamos aos berros.Ficamos um tempo em silêncio.Minha mãe se arrependeu e me expulsou do seu quarto.Passou dias sem falarmos.Até que tomei coragem e disse que eu quase faço sexo Gisele.Ela disse que não se surpreende.Depois daquele dia que nós dois trepamos, mãe e filho, o resto não a surpreendia.Ela falou que amava o meu pai e não podia mais fazer aquilo.Eu tomei coragem e disse que tinha sido muito bom e queria mais.Agarrei minha mãe.Ela pediu para eu parar.Abaixei as calças.Minha mãe ao sentir o meu pau, mudou de idéia.Disse que só faria se fosse no meu quarto, pois o meu pai poderia chegar a qualquer momento e no meu quarto seria o ultimo lugar que ele nos procuraria.Tirei minha roupa e ela também.Fizemos as preliminares.Ela chupou meu pau, eu chupei sua buceta(no outro dia eu não percebi como a buceta da minha mãe era peluda e seu clitóris era grande), chupei seus seios e fizemos até espanhola.Ela ficou de quatro e eu comecei a comer a sua buceta.Comi com força tal como o outro dia.E cama também rangia e balançava.Gisela chegou nessa hora e nos flagrou.Me pegou com a minha escavadeira na bucetinha da mamãe.E mesmo assim continuamos a trepar.Minha irmã horrorizada.Eu disse que se ela não queria dar a buceta tem outro pessoa que quer.Minha mãe disse para Gisele que ela não sabia o que estava perdendo, que a minha rola é uma delícia.Falamos isso e continuando a trepar com violência.Até o quadro de parede estava se mexendo.Minha mãe gozou aos berros e eu gozei em seguida.Minha mãe disse que amava o meu pai, mas eu passaria a ser o comedor oficial dela.Minha irmã continuou a regular a bucetinha, mas continuamos brincando.Quem sabe se algum dia ela terminar com o namorado, eu passe a ser o seu comedor oficial.Minha mãe passou a dar o cuzinho para mim.Certo dia, eu estava com tédio e ela me chamou no seu quarto.Disse que tinha uma surpresa.Abaixou o short.Seu cú estava enlambuzado com uma coisa oleosa.Ela perguntou se eu ia ficar olhando ou ia agir.Meu pau teve dificuldade em entrar.Quando entrou as pregas do cú da minha mãe foram se abrindo.Ela deu um berro de dor.Logo em seguida mordeu um travesseiro.Soquei no seu cú com vontade e gozei.Minha mãe perguntou se eu gostei do presente e disse que eu poderia comer o seu cú só de vez em quando,pois doía muito.FIM.

Comentários

12/12/2009 19:28:40
muito legal
06/12/2009 05:36:09
Hahaha Sua mãe vai te matar se descobrir esse conto seu maniaco
25/10/2009 04:17:38
legal
04/08/2009 10:37:22
sou casado há 20 anos e temos um filho de 18, e há 3 meses minha esposa resolveu satisfazer os desejos sexuais dele,chupando seu pau,bebendo sua porra,deixando ele foder sua bocetinha e seu cuzinho,fico do lado só apreciando e me masturbando,é sensacional,às vezes também participo,mas prefiro vê-los se deliciando.
04/08/2009 10:35:19
sou casado há 20 anos e temos um filho de 18
Zan
10/11/2008 21:15:55
bem ficou +ow- mas eu gostei!!!
03/09/2008 01:39:42
huashuahsah que mente fertil!!! não deixe sua mãe saber desse conto...rsrsrsrsrsrs ela te mata...
04/08/2008 12:55:13
vc não sabe mentir não?? vai se fuder.
Kadu
16/10/2005 23:18:53
tú deve ser louco ou débil mental ou mentiroso mesmo llloooouuuuccccoooooo
Roger
02/12/2004 12:57:24
Omeu é pad122@hotmail.com
Roger
02/12/2004 12:55:06
Vamos nos comunicar me manda um imail.
ALLO
26/11/2004 22:48:26
VÁ TE TRATAR VDP
MENTIRA
26/11/2004 19:18:02
shuashuashau... conta outra história pra boi dormir! hahaha... ou melhor, vai aprender a fazer um conto...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.