Casa dos Contos Eróticos

Feed

Na bundinha de mamãe

Autor: Vudu
Categoria: Heterossexual
Data: 17/10/2004 14:50:47
Nota 8.67
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Em casa somo em número de 4, minha mãe (41), meu pai (46), meu irmão (19) e eu (15). Nós não temos muita grana pois apenas papai trabalha. Meu irmão está fazendo cursinho para o vestibular (pela terceira vez) e isso aumenta as despesas da casa. E foi graças as despesas de casa que me dei bem. Mamãe levou um baita tombo quando eu e ela lavavamos a casa. Ela caiu sentada e machucou o final da coluna, o final mesmo. Fui com ela até o posto de saúde próximo a nossa casa. Eu já sentia ciúmes de mamãe (meu irmão mais ainda) mas fiquei louco da vida quando o médico fez questão de deitar mamãe de bruços na maca e baixar sua bermuda e a calcinha para "olhar o machucado", e para acabar de lascar ainda me mandou ficar atrás do biombo para curtir a bunda de mamãe sozinho. Mamãe é uma mulher bonita, tem uma barriginha lisinha que combina com os grandes seios (quando ela usa blusas apertadas fica um encanto), tem belas pernas mas seu carro abre alas é a sua bundinha. Não é grande mas é tuda arrebitadinha (feita sob medida para mamãe). É uma bundinha tão linda que o médico demorou quase uns 10 minutos com mamãe do outro lado do biombo. O médico ainda recomendou seções de fisioterapia (na clinica dele é claro) mas como estavamos mal de grana mamãe resolveu comprar a pomada e me pediu para que não contasse nada para papai para não preocupá-lo. Eu não contei nem para meu irmão pois dar massagem naquele local ela não conseguiria e com certeza me pediria para fazer a massagem. Dito e feito, a tarde, quando meu irmão saiu para o cursinho, mamãe aproveitou que minhas aulas são pela manhã e me chamou no meu quarto. Eu a seguí já adimirando o seu rebolado naquela saia. Chegando lá no quarto dela, ela deitou-se de bruços e baixou a saia e a calcinha até o final da bunda e inicio das coxas. Eu peguei a pomada e me posicionei como ela mandou. Eu ficava ajoelhado sobre as costas dela e de frente para sua bunda. Cara que visão. Eu massageava desde um palmo acima da bunda até bem próximo ao cu de mamãe. Sempre que massageava próximo ao cu de mamãe eu fazia questão de deixar a mão bem espalmada pois isso afastava as nádegas dela e me dava uma exelente visão do cu dela. De cara deu para perceber que mamãe não era virgem alí. O cu dela parecia que tinha carne demais e assim ficava com um lado tipo inchado (ou enrrugado, não sei descrever bem). Com as massagens eu ficava mais excitado ainda e passamos a agir como dois pirralhos que tem um segredinho. Ficamos mais íntimos, conversavamos muito durante as massagens e muitas das conversas eram bem escrotas, eu de vez em quando chegava a tocar no cu dela. Eu adorava ver aquele cuzinho se contraindo com meu toque. Mamãe começou a dizer que eu estava gostando daquilo e eu passei a tratar a bunda de mamãe como a minha paciente. Tipo: eu abraçava mamãe, ou chegava por trás dela, pousava minha mão em sua bunda e perguntava, olhando nos olhos de mamãe, - Como vai minha paciente? Mamãe apenas ria e quando percebia que eu não iria tirar a mão dalí ela me afastava (mas continuava sorindo). Outro dia meu irmão chegou em casa cedo e nos flagrou. Cara, eu sinto ciúmes de mamãe mas meu irmão me superou facilmente. Ele queria porque queria continuar a masagem mas mamãe não deixou. A noite meu irmão queria saber de mim tudo (com todo o respeito que ele conseguia fingir), quando tinhamos iniciado as massagens, como que era a massagem e coisa e tal. Eu vendo o ciúmes dele e percebendo a excitação também (o cara me escutava de pau duro) contava de forma mais picante que conseguia imaginar. Ele ficou tão enciumado que me disse que daria a próxima massagem e que era para eu inventar uma mentira e sair naquela hora da tarde. Eu nada comentei naquela hora mas ele vacilou e comentou isso com mamãe durante a manhã, e mamãe quando me viu chegar foi logo me dizendo que era para eu não sair sem dar a massagem para meu irmão não perder aula. Ele ficou pocesso e deu a porra e nao foi ao cursinho naquela tarde. Mamãe que a essa hora já estava adorando aquela cena de ciúme quis deixá-lo ainda mais doido e me pediu para ficarmos conversando após a massagem para demorar mais ainda. Nós conversavamos justamente sobre o meu irmão quando sem nem mesmo me dar conta, eu, que já estava doido de tesão, pedi para alisar a bunda de mamãe. Mamãe pareceu um pouco espantada com meu pedido mas como também estava excitada me respondeu dizendo que eu alisava a bunda dela todas as tardes, não poderia esperar até amanhã? Eu apenas fiquei calado mas aí ela continuou. -Você está me saindo um verdadeiro tarado. Eu cheguei a me assustar com a espressão "tarado" mas me assustei mais ainda quando ela disse: -Pensa que eu não percebo as suas tentavivas de me dedar o meu rabo? (ela falava das vezes que eu, durante a massagem, chegava a tocar seu cu). Eu, que estava calado, fiquei mudo. Mas ela me pediu para abraçá-la. Ficamos deitados na sua cama, abraçados um de frente p/ o outro. Ela disse que eu poderia alisar sua bunda mas só um pouco. Enquanto eu alisava ela me encarava e ria. Aquilo me inibia e eu não alisava como queria. Foi quando ela me pediu para massageá-la novamente só que desta vez ela não quis que eu ficasse ajoelhado na costas dela e sim ajoeljado na frente dela. Para alcancar a bunda dela meu pau ficava encostando em sua cabeça. Foi aí que ela baixou minha bermuda e começou uma chupada. Eu tinha me esquecido do mundo quando ela me mandou enfiar um dedo no cu dela. Emquanto ela me chupava eu fingia que meu dedo era um gancho e a puxava pelo cu para mais para perto de mim. Eu só tirei o dedo do cu dela quando gosei pois eu segurei sua cabeça e fiquei bombando na boca de mamãe. Ao segurá-la pela cabeça eu, sem querer, a obriguei a engolir meu esperma. Eu fiquei meio envergonhado mas ela ria e dise que aquilo tinha sido melhor do que eu esperava e qua amanhã teria mais. Ao sair do quarto meu irmão me encheu de perguntas. Eu contei parecido com o que já tinha contado a ele para não levantar suspeitas mas ele ficou com a pulga atrás da orelha. Novamente ele me pediu para eu sair para ele dar a massagem mas mamãe, durante o jantar, contou a papai sobre a falta do meu irmão ao cursinho e papai o obrigou a ir no outro dia sem falta. No outro dia durante o almoço parecia que meu irmão sabia o que iria acontecer. Aquela cara de desespero dele me deixava com mais tesão ainda. Quando ele saiu eu lavei a louça e fui para o quarto de mamãe. Chegando lá, mamãe lá do banheiro, me mandou deitar. Quando eu deitei ela saiu do banheiro com uma blusinha e uma mini saia que eu nunca tinha visto. Ela disse que estava melhor das costas e como agradecimento iria me presentear com um stripe-tease. Mamãe dançava e tirava as roupas com uma naturalidade que quase me fez gosar. Ela não tinha calcinhas pequenas mas tinha enfiado uma no rego dela que mais parecia uma tanguinha. Eu não me aguentei e fui dançar com ela. Nós nos beijamos e quando ela se despiu eu já estava nu de tanta vontade de meter. Eu não tinha muita esperiência em sexo pois só tinha fodido uma vez e minha parceira me disse que eu não fui bem. Mas era mamãe que orientava a situação. Ela foi em direção a penteadeira se ajoeljou no banquinho, se apoiou na penteadeira, ficando de costas para mim, e olhando para o meu reflexo no espelho a sua frente me ordenou que vinhesse para ela. Eu tentei enfiar meu pau na boceta dela mas ela disse:- Ei, eu quero na bunda. Cara, eu enlouqueci. Encaixei a cabeça e como mamãe estava com seu cu um pouco suado e meu pau já estava melecado, a penetração foi façil até demais, mostrando que mamãe já tinha se divertido muito dando a bundinha. Enquanto a enrrabava eu a observava pelo espelho. Mamãe fazia caretas e mais caretas de prazer, fechava os olhos, voltava a abri-los, e mexia a cabeça sem parar. Ela estava tão doida que já tinha derrubado quase tudo de cima da penteadeira. De repente ela me mandou parar. Eu parei mas continuei com o pau cravado na bundinha de mamãe. Ela me olhou pelo espelho e com uma voz meio rouca me disse que o que eu estava fazendo com ela meu pai jamais tinha feito. E disse-me mais. Disse que tinha namorado com papai duas vezes (papai foi o anti-penúltimo e o último namorado dela) e que ele foi o único que não comeu a bundinha dela. Ouvindo aquilo eu fiquei muito mais macho. Eu fazia parte da lista dos cara que ajudaram a arrombar a bundinha de mamãe. Neste momento eu comecei a bombar forte. Retirava quase todo pau do cu de mamãe e enfiava novamente. A penetração era tão fácil que meu pau não ardeu, e acho que o cu de mamãe também, pois ela só aumentou as caretas e urrava mais alto ainda. Gozei feito um louco naquela bundinha. Mamãe estava tão excitada que gosou antes de mim. Quando ela percebeu que eu tinha gosado ela olhou para trás com a cara mais safada que eu já vi. Naquela tarde não fodemos mais. Mas toda as tardes nós transamos. Realizamos várias fantasias. Meu irmão não me trata mais como antes. Ele não obedeceu a ordem que papai o dera e, fingindo que iria para o cursinho, voltou e nos escutou atrás da porta(ele até ameaçou contar a papai mas não teve nem tem coragem para isso). E sabendo disso eu fico cada vez mais excitado e inovo nas fantasias com mamãe. O fato do meu irmão ser o único homem da casa que não se diverte com mamãe e o fato de que eu sou o único cara da casa que mete em todos os buracos de mamãe me faz sentir como se eu fosse mais macho que meu irmão e inclusive que meu pai.

E-mail= jintai@bol.com.br

Comentários

16/01/2010 14:48:12
Mais ou menos; mais prá mais.
05/12/2009 05:33:51
hitoria boua mas pensso como a sua mãe não aminha rrsrsrs mas não liga pra esse idiotas aki só tem pessoas que critica é muito dificl ter alguem que elogie mas parabéns nota 10
07/08/2009 09:00:40
a vai dar o cu seu merda , seu viadao tua e um gay mermo
27/04/2008 17:59:38
Porra, neese site só tem otário!!! Essa merdas de contos são todos ou a sua maioria esmagadora, somente FICÇÃO, caralho!!! Será que vcs não podem só curtir ou criticar o CONTO e não o autor! Puta que Pariu!!! Todacrítica que eu vou ler ou tem uma crítica sobre o autor ou tem um outro otário pedindo endereço da mãe, da esposa, da irmã, ou do cachorro do cara pra "se dar bem" também!!! Vai tomar no cú!!! Vê se crescem seus idiotas!!!!
Guriah
27/10/2004 20:03:40
se e doido devia ter vergonha de falar isso de sua mae seu gay
pedro
19/10/2004 19:26:13
cara vc precisa urgente de um medico vc ta ficando doido provavelmente porque morre de ciumes do seu irmao seu maluco e outra essa sua tara por cu e por que provavelmente e gay
molekinho
17/10/2004 18:06:43
fala sério cara, vc precisa de mais imaginação, acaha bonito inventar histórias dizendo que comeu a mãe!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.