Casa dos Contos Eróticos

Feed

Filhinha virgem e inocente

Autor: Vivi
Categoria: Heterossexual
Data: 13/07/2004 09:52:30
Nota 9.20
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ola, me chamo Vivi, tenho 18 anos , sou morena clara, cabelos cacheados, olhos cor de mel, seios pequenos, e xaninha com poucos pentelhinhos, são filha unica de meus pais, que trabalham a semana inteira em uma empresa em São Paulo, fico em casa no periodo da tarde sozinha, apenas a noite minha tia vem dormir comigo, ela sai da faculdade e vai pra casa, ela é meio quieta, não gosta muito de conversar, alias eu nem ligo pra ela apenas ela me faz companhia a noite. Na semana passada meus pais avisaram que não viriam e que eu ia ficar sozinha em casa, e minha tia tinha alguns compromissos e não podia ficar comigo, achei o maximo poder ficar somente eu em casa, aproveitei e fui no quarto de meus pais, lá tem video cassete, aproveitei pra ver alguns filmes, sabia que meu pai tinha comprado alguns filmes e que tinha escondido, achei eles dentro de uma caixa no guarda-roupa, não tinha nada escrito, quando coloquei vi que era pornos, fiquei eletrizada com o que vi, era um videos onde uma mulher fazia sexo com dois homens, de tudo quanto era jeito, aproveitei e relaxei era umas 6 horas da tarde, fiquei peladinha alisando minha xaninha, que tava meladinha, ficava me imaginando no lugar dela, (bom esqueci de contar eu era virgem até então,nunca tinha pego em um pau apenas visto em revistas) tinha gozado varias vezes com aquelas cenas, de repente ouvi uma voz perguntado se tava gostando do video, quando olhei era meu pai, fiquei gelada de medo, perdi ate a voz na hora, gaguejava de medo, ja tava imaginando que ele ia me bater, levantei tentando esconder, minha xaninha mas ele pegou falou pra mim acalmar que apenas ele tinha vindo e que minha mãe tinha ficado em São Paulo, e que ele entendia minha curiosidade por sexo, alias falou que era normal, e que minha mãe ja devia ter falado comigo sobre sexo e esclarecidos minhas duvidas, falou se eu quisesse poderia terminar de ver o filme o filme, que ele ia tomar banho, tentei ficar mais calma mas tava meio assustada e com vergonha nem terminei de assistir o filme, Papai saiu do banho vestiu uma roupa e disse que ia sair para comprar algumas coisas, aproveitei e fui tomar meu banho, ainda tava meio assustada com o flagante que ele me deu, fiquei uns 30 minutos no banho. Papai voltou e foi ao meu quarto perguntar o que eu queria jantar, falei pra ele para comprar uma pizza pra gente, jantamos e eu não comentei nada com ele sobre o ocorrido, nem ele me disse nada, fui pro meu quarto terminar meus trabalhos escolares, era umas 10:30 da noite ele foi no meu quarto e me chamou disse se eu que queria assistir um filme junto com ele, fiquei com vontade de ver mas fingi que não queria ver, perguntei que filme era ele disse que era do mesmo tipo que eu tava vendo,ele disse que eu poderia ver, mas que não devia a contar pra minha mãe pois ela não ia gostar de saber que eu tava assistindo filmes desse tipo, concordei com ele, falei que eu ja ia, peguei fui trocar de roupa vesti minha camisetinha de dormir e coloquei meu shortinho e fui ao quarto de meu pai, quando o filme começou e vi que era nacional, o nome não lembro direito era algo como “Brasileirinhas”, ele falou que esse filme era lançamento e que era muito bem recomendado por seus amigos, o filme começou e eu ali ao lado dele notei que ele tava de pau duro, tinha um volume bem grande no calção dele, e começou o filme com uma loira com um cara, numa sauna, se beijando com muita vontade, o cara chupar os seios dela e depois a chupar a xana dela, quando ela tirou a cueca do cara eu disse “nossa“, o ator tinha um baita de um pau, “papai notou e disse o que foi filhinha?“, “ai eu falei pra ele se existia um pau daquele tamanho e grossura“, “ele disse que sim e perguntou se eu ja tinha visto um pau bem de perto”, “disse que não, falei “Papai eu sou virgem se esqueceu mas que queria ver pois tava curiosa pra ver um”, o filme rolava solto na tela quando o cara começou a comer a mulher de quatro e no cuzinho, eu não aguentei a tanta excitação enfiei a mão no meu shortinho e comecei a alisar a xaninha que tava melada nessa altura comecei uma siririca ao lado dele,“Papai viu e parou ate de olhar para o filme, senti um fogo tomando conta do meu corpo estava desejando ser fodida queria fazer igual a mulher do filme, gozar com um pau na xana, ele não tirava os olhos de mim , notei que ele me desejava não como filhinha dele mas sim como uma putinha ele não aguentou muito tempo e falou pra mim tirar a roupa,e “fica nua, que vou te ensinar algumas coisas“, tirei a camisetinha liberando meus peitinhos que tavam bicudinhos e em seguida o shortinho, mostrando minha xaninha, ele ficou louco de tesão na hora, e disse “que bucetinha, tem poucos pelinhos ta do jeito que eu gosto”pediu pra mim deitar na beirada da camae para abrir as pernas, ele se ajoelhou e começou a alisar minha xaninha com as mão, a partir desse momento eu não me contive mais, comecei a aproveitar as caricias dele na minha xaninha, ele passava o dedo na entradinha da minha xana me levando a gemer gostoso, nem nas minhas siriricas tinha sentido algo tão gostoso assim, ele foi com a cara na minha xaninha, disse pra mim “vou chupar essa bucetinha lizinha, vou deixa-la bem molhadinha pois hoje vou meter meu pau em você ate as bolas”, quando senti a lingua dele na entrada da xana foi como se eu tomasse um choque pelo corpo, sentia a lingua dele se mexendo dentro de mim, e não demorei pra gozar com aquela louca chupada que ele fazia, e ele dizia “goza cadelinha, goza cadelinha sua buceta tá com um gosto delicioso agora” falei pra ele “quero sentir seu pau dentro de mim” ele pegou e disse que tava na hora de conhecer uma boa pica e aprender primeiro a fazer uma chupeta”, quando ele abaixou a bermuda, saltou na minha cara uma baita de pica, grossa e cheia de veias, igualzinha ao do filme que estavamos vendo, ele mandou eu pegar na pica dele, tava quente feito um ferro de passar roupa, pulsava na minha mão e tinha uma cabeça brilhante feito uma maçã, saiu um liquido meio incolor do pau dele, que deixou minha mão lisa, fiquei segurando o pau dele por uns segundos, e resolvi fazer como a mulher fazia no filme, comecei a chupar a cabeça do pau dele, senti que o liquido era meio salgado, ele me dizia “chupa feito um picolé, vai põe tudo na boca”, tentava enfiar o pau dele mas não ia, derrepente, ele forçou um pouco e o pau foi na minha goela, engasguei com o pau dele, ele dava risada, comecei a pegar um pouco mais da manha de como fazer uma chupeta, ele começou a gemer mais alto e acabou gozando na minha boca, tentei tirar mas acabei engolindo uma boa quantidade de porra, me deu ânsia na hora, corri pro banheiro pra lavar a boca, mas não tinha jeito ja tinha sentido o gosto do esperma dele, aquele leite grosso, salgado e gosmento parece ate cola, quando voltei ele tava dando risada na cama, perguntou se gostei de tomar leitinho, disse que era nojento, ele pediu desculpas e disse que não faria de novo, chamou-me na cama ao lado dele, e disse “papai vai fazer uma coisa mais gostosa agora”, pegou levantou minhas pernas, pegou enfiou o dedo na minha xaninha e falou “tá meladinha ta pronta pra receber a pica do papai, eu tirei o cabaço da sua mãe e vou tirar o seu também”, passeia as pernas em volta dele senti ele forçando o pau na entrada da xaninha, abri um pouco mais as pernas e a cabeça do pau entrou, ele perguntou se tava doendo, respondi que tava, falei que o pau dele era muito grosso que tava me rasgando, ele pedia pra relaxar, ele falava “vai doer agora um pouco mais” senti a pica entrado, a cabeça do pau tinha entrado inteirinho, ele falava “ja entrou a cabeça da pica vai relaxa um pouco mais, derepente senti uma dor mais aguda, era meu cabaçinho se rompendo, e ele falou “que agora meu cabaço ja era” senti ele empurrando o pau mais fundo em mim , tentei olhar e vi que ele tinha enfiado tudo so via os pelos dele o pau não aparecia, começou a fazer um vai e vem bem devagar, ele puxava o corpo pra trás até a cabeça do pau aparecer e empurrava tudo ate as bolas como ele dizia alias falava muitas coisas como “que buceta apertada, papai tá fudendo sua bucetinha”, ele pegou saiu de cima de mim e falou pra mim sentar no pau dele, notei que o pau dele tava melado de sangue, ele disse que era o sangue do meu cabaço, e que ja ia para de sair sangue, fui sentar de frente pra ele e ele pediu pra mim ficar de costas pra ele, subi e pus o pau na entrada da xaninha que ja tava meio inchada nessa hora e a sensação era de que o pau dele tava mais grosso, não dava pra enfia-lo inteiro mais doia muito, ele pedia pra rebolar no pau dele foi nisso que comecei a ter um pouco de prazer e a dor tava diminuindo, comecei a gemer tava gostoso naquela posição, ele pediu pra mim ficar de quatro na cama, fiquei com a bundinha empinadinha pois ele colocou algumas almofadas, ele passava o pau na minha xaninha e no meu cuzinho que tava piscanco como ele disse, mas ele disse que não era a hora ainda de eu levar no cuzinho, que primeiro era a vez da bucetinha, senti que dessa vez ela tava mais agressivo, ele enfiou o pau na xaninha e começou a socar mais forte o saco dele batia em mim fazendo barulho, comecei a gemer um pouco mais alto, dava meus gritinhos de “ai, aiiiii,aaaaiiiii......”, nisso ele deu um urro e acelerou mais ainda, senti a porra dele me inundando por dentro desta vez a quantidade de porra era maior, ele tinha gozado eu fiquei alivida, pois tava doendo, fui ao banheiro e vi que escorria porra na minha perna, tomei um banho e quando voltei ele disse que eu tinha que tomar um remedinho, pra evitar uma gravidez, falou que de manhã ele ia comprar o remédio e falou também que ia comprar um lubrificante pois tava louco pra comer meu cuzinho, dormimos juntos, ele pegou no sono rapidamente estava exausto de tanto me comer, eu custei pra dormir tava com a xaninha dolorida, também aguentei um pau de 18,5 cm (eu medi depois) tava bem contente pois sabia que agora eu ia poder fazer e pedir qualquer coisa pra ele em troca da minha xaninha. Acordei com papai me levando café na cama, ele disse que nem pra minha mãe ele tinha feito isso, adorei aquilo me sentia a garota mais feliz do mundo, ele disse que tinha saido e tinha comprado algumas coisas e que tinha comprado um remédinho pra mim e que era bom eu tomar logo, pois ele não queria que a sua filhinha ficasse grávida, tomei o remédio e o café na cama com ele. Depois do café ele disse pra mim vestir uma roupa que nos iriamos sair ir comprar alguns presentes, fomos ao shopping e ele disse que eu poderia escolher um presente pra mim, não pensei duas vezes fui a uma loja de jóias e escolhi um anel que tinha visto faz tempo, mas minha mãe se recusava a me dar pois dizia que era caro, ele hesitou um pouco mas me deu de presente, passamos o dia inteiro no shopping nos divertindo, a dor na xaninha ja não incomodava mais, ja estava desejando sentar na rola do papai novamente, queria gozar no pau, falei pra ele que tava na hora dele da o leitinho da filhinha, que eu queria mamar, saimos do shopping já tava escuro, notei que papai tentava esconder seu pau durissimo por debaixo da bermuda, disfarçava com um jornal que ele tinha comprado, papai tinha deixado o carro numa parte meio escuro do estacionamento, entramos no carro e ele me disse que eu tinha deixado ele com a pica dura e que tinha de fazer algo pra alivia-lo, perguntei o que quer que eu faço papai?, de um jeito bem putinha, e “ele faz uma chupeta aqui ninguem vai ver, mas você tem que engolir tudinho que o papai gozar, não pode deixar cair porra no banco viu sua putinha!”, ele abriu a bermuda e me mostrou o pau todo meladão e disse “vem cai de boca na pica” me ajeitei no carro e comecei a chupar o pau dele, ja tava acostumando com o gosto dele, dava uns beijinhos na cabeça do pau e depois chupava com força, passava a linguinha em volta da cabeça do pau que tava latejante na minha boca, ja tava pegando a pratica do negócio, ele dizia um monte de besteiras pra mim, dizia “chupa cadelinha, chupa!!!!!!!!!! aaaaaiiiiiii !!!!!!!!, passa a linguinha na cabeça !!!!!!!!! aaaaaiiiiiiiiiiiii !!!!!!!!!!! papai vai gozar agora chupa tudo vaaaaaaaaaiiiiiiiiii !!!!!!!!como tinha prometido não deixei uma gota escorrer do pau, fiquei com a boca cheio de porra, me levantei e mostrei pra ele minha boca, ele pediu pra mim abrir a boca, abri e mostrei pra ele minha lingua cheia de porra, e ele mandou engolir tudo, engoli aquele leite cremoso e viscoso, em menos de dois dias ja tinha tomado uma boa quantidade de esperma, ele dava risada e disse vamos pra casa agora quero meu presente !!!!, chegamos em casa fui escovar meus dentes tava com aquele gosto de porra na boca que tudo mundo sabe como é (só quem gosta) papai me chamou no quarto ja tava peladão com o pau apontando pro teto, ele me pegou e começou a me despir feito um tarado, me jogou na cama e me colocou de quatro ele tava bruto comigo, numa estocada só ele me penetrou foi até o talo dei um grito com aquilo pois doeu ele metia com força minha bucetinha ardeu um pouco no começo mas comecei a relaxar e minha bucetinha ficou molhadinha facilitando o vai e vem daquela rola em mim, pedi pra ele ir mais raápido que tava gostoso que tava gozando com aquilo, e ele dizia “toma na buceta sua cadelinha, é igual a mãe gosta do pau atolado na buceta, que buça apertada , a cadelinha ta meladinha, ta gozando no pau do papai ta cadelinha !!!!!!!!!!” e eu dizia pra ele “mete !!!!!! mete!!!!!!!! aaaaaaaiiiiiii !!!!!!!! deliciiiiiiiiaaaaaaaaa!!!!! aaaaaaaiiiiiiiiii !!!!!!! tive um gozo tão intenso que ate amoleci meu corpo e o pau dele sai da minha buceta, fiquei mole na cama, ele levantou e foi na gaveta do guara roupa e pegou um frasco e voltou pra cama disse assim “ você pediu um anel de presente agora eu também quero um anel de presente” eu na minha inocência disse “eu não tenho dinheiro pra comprar um” e ele deu risada, não entendi porque, e perguntei “porque você tá rindo?” e ele disse “quero outro anelzinho seu!!!!, um anelzinho rosadinho que você tem ai !!!!!!!!!!” perguntei “qual anel não tenho anelzinho rosadinho algum!!!!!!!!!!!!”, e ele deu uma risada mais intensa “quero seu cuzinho filhinha, esse cuzinho rosadinho ai que você tem cheio de preguinhas pra papai estourar”, “mas papai isso vai doer seu pau é grosso não entra aqui” virei e mostrei o cuzinho pra ele, “entra sim papai comprou um lubrificante pro cuzinho seu e ate uma pomadinha ANALgésica pra passar depois” falei “tudo bem então mas se doer muito eu quero que você pare, tudo bem”, fiquei de quatro novamente e senti um liquido geladinho caindo em direção ao meu cuzinho, papai pegou o dedo e começou a lambuzar o meu cuzinho, começou a pontear o dedo enfiando um pouquinho e tirando, “perguntava se doia, eu dizia que não” aos poucos eu tava com o dedo dele inteiro no cuzinho ele começou um vai e vem com o dedo e mandou eu tocar minha bucetinha, foi uma sensação deliciosa, ficamos assim durante uns minutos bem deliciosos pra mim, pedi pra ele “põe esse pau no meu anelzinho, goza no meu cuzinho”, ele lambuzou o pau de gel e veio atras de mim, pediu pra mim levantar mais a bundinha e me ajeitou na cama de um jeito que meu cuzinho ficava bem na mira do pau, pedi “mete, mete papai” aos poucos fui sentindo o pau forçando passagem no meu cuzinho, ele dizia “vou empurrar agora” com a pressão que ele fez a cabeça entrou, tentei ir pra frente pois doeu e doeu muito tentei fugir do pau dele mais não deu ele empurrou mais um pouco, e ele dizia “relaxa que agora ja entrou e não tem jeito mais vou estourar esse cu apertado” pus a mão no cu e senti que só tinha entrado um pouco, ele tava meio inclinado sobre mim e eu fui tentando sair de baixo dele, mas ele percebeu e foi deitando em mim com isso ele meteu tudo dentro do meu cuzinho, tava com o cu ardendo com aquela rola inteira dentro de mim dava umas latejadinhas até, ele foi me virando de lado na cama ate nos ficarmos de ladinho, e ele começou bem devagar a meter no cuzinho dizia pra mim “que cuzinho filha , papai não vai aguentar muito vai encher esse cuzinho de porra não vai demorar!!!!!!!!!! papai ta comendo o cuzinho da filhinha cadelinha, toma no cú cadelinha, vou deixar esse cú arrombado” ele começou a acelerar as metidas ate que de repente ele deu uma puxada mas deixou a cabeça do pau dentro de mim, senti a cabeça latejando e a porra invadindo meu cuzinho que ja não era mais e sim um cuzão agora, o pau não parava de sair porra, meu cú tava ardendo, ele tirou o pau lambuzado de porra e sangue, tinha dado o presente pra ele “o meu anelzinho” estavamos quites por enquanto, mas agora sempre papai quer por o meu anelzinho no pau dele, passei o fim de semana dando pra papai e ganhando outros presentinhos dele, em troca deixo ele por o anelzinho no pau to adorando isso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentários

18/12/2011 10:54:36
marcelo-a-procura@hotmail.com add ai vms bater um papo. preciso de sua ajuda
15/07/2010 13:53:45
não tenha filha... não sei se teria coragem de come-la...
04/01/2010 16:57:40
Bom. Muito bom!
17/09/2009 14:31:07
magma-fox@hotmail.com
24/02/2009 23:29:43
muito bom esse conto.... Nota!!!!
15/10/2008 13:30:07
muinto bom
21/08/2008 19:36:52
simplesmente explendido.
25/02/2008 21:04:47
nossa amei pra valer mlr...nta 10!!!!!!!!!:8~
06/06/2007 01:43:26
muito bom!!!
mano
27/02/2006 20:49:59
bati uma pra vc gostosinha,adoro comer cuzinho
Netuno
26/07/2004 20:55:34
safadinha
17/07/2004 13:05:21
é foda!!!
caralhudo
14/07/2004 09:15:06
puts que coisa muito deliciosa
nino
13/07/2004 15:19:32
Vivi, queria te "adotar"...
Cris
13/07/2004 13:24:14
Muito gostosa sua transa, ah fiquei com vontade!
eu
13/07/2004 12:10:54
Vagabunda

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.