Casa dos Contos Eróticos

Feed

Esposa safada, chefe tarado

Autor: Marido arrependido
Categoria: Grupal
Data: 20/06/2003 00:25:38
Nota 8.57
Assuntos: Grupal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sempre sonhei em ter uma esposa bonita, gostosa e liberal. Quando conheci minha esposa Daniela, ela era uma menina ainda, e como ela teve uma formação muito rígida, para mim foi um desafio transformar aquela loirinha tímida de narizinho arrebitado, numa mulher gostosa e louca por sexo. Aos poucos e com muita paciência fui incentivando Daniela a cuidar e exibir seu belo corpinho. Hoje tenho 30 anos e ela 24, passados sete anos do nosso casamento, posso dizer com orgulho, que alcancei meu objetivo, pois a garotinha tímida (apesar de ainda ter o mesmo rostinho de menina de sempre) se transformou em uma mulher gostosa e sensual dos meus sonhos. Daniela adora vestir roupas provocantes. Seus seios são firmes e apontam atrevidamente para cima, suas coxas são grossas e roliças, e sua xoxotinha sem duvida é seu ponto forte, pois é macia e volumosa, (daquelas que podem ser vistas até quando a mulher esta de costas). Em qualquer lugar onde vamos, ela se destaca, e me sinto orgulhoso de ver os homens babando por minha esposa. No meu trabalho depois que a levei em uma festa da empresa, todos queriam ser meu amigo. Até meu chefe, que me tratava mal, se aproximou de mim. Mas era na cama que tínhamos um longo caminho a percorrer, no inicio qualquer tentativa minha de ir além do que ela considerava “normal”, eu era rapidamente repreendido. Com muita paciência fui mostrando para ela os prazeres do sexo, até faze-la encarar o sexo como algo normal e prazeroso. Daniela foi se transformando aos poucos em uma mulher liberal. E se tornou minha cúmplice nas mais loucas aventuras. Já transamos nos mais diversos lugares, em banheiros de restaurantes, em cinemas, praças e parques. Nós dois juntos, em matéria de sexo, fizemos de tudo que um homem e uma mulher podem fazer a dois. Minha esposa ficou do jeito que eu sempre sonhei, talvez até um pouco além do que eu esperava, pois ela não mede esforços para ficar cada vez mais gostosa e sensual. Ás vezes me surpreende, como certo dia que ela sem me dizer nada colocou um piercing no umbigüinho, e uma tatuagem no tornozelo. Entre nós existe um desejo imenso de sempre experimentar coisas novas. E foi este desejo de sempre experimentar “algo novo” que me encorajou a dizer a ela minha maior fantasia, a de transar com duas mulheres ao mesmo tempo(alias esta é a fantasia de todo homem). Conversamos muito sobre o assunto, Daniela chegou a dizer que também tinha vontade de transar comigo e outra mulher, e até comigo e outro homem também, mas apesar de se mostrar interessada, ela disse que precisava de um tempo, pois ainda não estava se sentindo totalmente segura para encarar tal aventura. Cheio de tesão resolvi “dar tempo ao tempo”. Ficamos um bom tempo sem tocar no assunto, mas foi depois de uma de nossas transas, onde fantasiávamos uma terceira pessoa, que Daniela tocou no assunto, e comentou que seria melhor se a mulher fosse alguma “conhecida”. Meu tesão aumentou mais ainda, e pensei logo em Fabiana, uma amiga da minha esposa na qual sou louco de tesão. E não é por menos, ela tem a idade, peso e altura de minha esposa, seu rosto é perfeito e seu corpo deliciosamente sinuoso. Seus cabelos são castanhos, e seus seios são os mais bonitos que eu já vi, grandes, firmes e bem arredondados. Se eu não a conhecesse, eu diria que era uma prótese de silicone, de tão perfeito. Ela tem uma boca gostosa, com uma pinta sensual do lado. Sempre tive vontade de morder aquela boquinha, simplesmente um tesão de mulher. E como ela é divorciada e vive contando para minha esposa de suas aventuras, fiquei cheio de esperança. Os dias se passaram e Daniela me disse que tinha falado com a amiga sobre nossa fantasia, mas não disse a Fabiana que gostaríamos que ela fosse a terceira pessoa, mas segundo minha esposa, a amiga se insinuou, dizendo que ela poderia ser nossa parceira. Fiquei super entusiasmado, eu nem acreditava que estava prestes a realizar minha maior fantasia. Mas como o tesão maior não esta em comer e sim contar aos amigos, comentei com Jorge, meu chefe(que agora era meu amigo). Meu chefe então disse que me ajudaria, e me convidou para passar um dia numa casa que ele tem na praia, e me mandou convidar a amiga de minha esposa. Fiquei de dar a resposta depois, pois tinha que falar com minha esposa, e esta com sua amiga. Na verdade eu sabia o tempo todo quais eram as intenções do meu chefe, o que Jorge queria era papar a amiga de minha esposa. Jorge apesar de ter uns quarenta e poucos anos é um cara muito boa pinta, tem os cabelos grisalhos e um corpo bem definido pela malhação. Ele também é divorciado como Fabiana, e tem uma vida de solteiro. Todo dia no trabalho ele me conta que comeu uma mulher diferente. Na empresa mesmo ele me contou como comeu quase todas, inclusive até casadas. No inicio eu até acreditei, pois toda vez que eu o vejo, ele esta com uma gata diferente, mas depois passei a acreditar que tudo não passava de embuste, por isso não importei com as verdadeiras intenções dele. Em casa mal terminei de falar com minha esposa sobre o convite e ela excitadissima correu para pegar o telefone e falar com Fabiana. A amiga também topou e segundo minha esposa se mostrou bastante animada. Durante a semana toda fiquei ansioso, só pensando no final de semana, e fantasiando nas possibilidades que o programa traria, pois eu poderia exibir e mostrar ao meu chefe a delicia de mulher que eu tenho e sua amiga. Daniela e Fabiana passaram a semana juntas, a maior parte do tempo elas se bronzeavam e se produziam. Foi na Sexta, quando cheguei mais cedo do trabalho(de propósito é claro), encontrei as duas só de biquíni se bronzeando. Fiquei de queixo caído, as duas estavam simplesmente um tesão. Fabiana me cumprimentou como uma voz melosa e sensual. Mas o melhor estava por vir, assim que a amiga foi embora, Daniela se aproximou de mim e disse: _ Eu e a Fabiana já combinamos tudo, vai ser neste final de semana... Fiquei sem entender, e perguntei sobre o que ela estava falando. Minha esposa então me disse que a amiga não só tinha topado o menage, como também já tinha combinado para depois que voltarmos da casa do meu chefe. Naquela hora fui as nuvens, eu nem sabia o que dizer. Daniela ficou rindo da minha cara, dizendo que eu estava com cara de bobo. Na noite que se passou nem dormi, só pensando no dia que estava por vir. No outro dia fomos cedo para a casa do meu chefe. Fabiana estava um tesão vestindo um pequenino shortinho branco, quase transparente, e uma sandália que deixava seu bumbum mais empinado do que já é. Fomos recebidos por Jorge, que não conseguiu disfarçar o tesão por Daniela, olhando-a com uma cara de tarado. Eu estava radiante, aquele sem duvida seria o melhor dia da minha vida. Ficamos esperando por Fabiana, que não demorou a chegar, e como Daniela, estava um tesão. As duas pareciam ter combinado, pois Fabiana também vestia um shortinho azul, tão pequeno como o de Daniela. Depois das apresentações, eu e Jorge ficamos tomando uma cerveja na beira piscina e conversando, enquanto Daniela e Fabiana trocavam de roupa. Contei a Jorge o que aconteceria depois que fossemos embora, e ele quase que não acreditava no que eu dizia. Eu ainda dava os detalhes para meu chefe, quando notei que ele olhou em direção a casa e ficou em transe. Olhei na direção que ele estava paralisado, e vi que era as duas se aproximando. Realmente a visão era demais. Elas vestiam biquininhos que mal tapavam o bico de seus seios e suas xoxotinhas. As duas vieram em nossa direção como que desfilassem para nós, fazendo uma entrada e tanto. Eu não sabia se olhava para minha esposa, se olhava para Fabiana, ou se contemplava em ver meu chefe comendo as duas com os olhos. Elas se deitaram uma do lado da outra, na beira da piscina. Eu e meu chefe corremos para perto delas, e a cena que se seguiu era grotesca, eu e meu chefe ficamos olhando paralisados, aquelas duas bundas perfeitas, uma do lado da outra, com aqueles biquínis totalmente enterrados. Ficamos os quatro “jogando conversa fora”, Jorge olhava para a bunda das duas descaradamente e sem cerimonias. Eu me sentia simplesmente o máximo, pois em poucas horas eu estaria comendo aquelas duas gostosas. Daniela me pediu que passasse bronzeador em seu corpo, o que fiz com todo prazer. A fogosa amiga também pediu a Jorge o mesmo, e eu e meu chefe ficamos um bom tempo acariciando aquelas duas deusas. Jorge era realmente um safado, ele não perdeu uma oportunidade se quer para tirar uma casquinha na amiga de minha esposa. Ele passou a mão em todas as partes do corpo de Daniela. Meu pau estava duro como uma rocha, e um detalhe em comum no corpinho das duas, aumentou mais meu tesão, o biquíni que elas usavam era tão pequeno, que dava para ver a marquinha, do outro biquíni que elas usaram para se bronzearem a semana anterior. O clima era eletrizante e ficamos a manhã inteira na beira piscina. Resolvemos então sairmos para almoçar. Eu e minha esposa trocamos de roupa e sentados na beira da piscina, ficamos esperando Fabiana e Jorge. Só depois de um bom tempo os dois saíram da casa. Como íamos no carro de Jorge, vi quando Fabiana olhou para Daniela com cara de safada, estava claro que tinha rolado alguma coisa entre a amiga de minha esposa e meu chefe. Fomos num restaurante na beira da praia, e depois que almoçamos voltamos novamente para casa. Eu e Daniela sentamos de um lado da piscina e ficamos nos beijando. Jorge foi com Fabiana para o outro lado e ficaram se agarrando também. Minha esposa estava cheia de tesão, e enquanto eu beijava seu pescoço ela fez um comentário: _ A Fabiana disse que o pau do Jorge é enorme!! Perguntei como a Fabiana sabia e Daniela respondeu: _ O que você acha que os dois estavam fazendo enquanto esperávamos eles!? Fiquei em silêncio me deliciando com a safadeza de minha esposa, ela então continuou: _ Você não notou o volume imenso no calção dele!? Nos beijamos com um tesão que nunca tínhamos sentido antes. Fabiana então chamou Daniela e as duas entraram para dentro da casa, eu e Jorge ficamos na beira da piscina. Meu chefe estava muito excitado e não parava de dizer o quando Fabiana era gostosa. Ele me chamava de sortudo e elogiava Daniela também. Alguns minutos depois as duas nos chamaram para entrar. Fomos os quatro para a sala da casa, sentamos num grosso e macio tapete, colocamos uma pequena mesinha no centro, e ficamos os quatro bebendo e conversando. Nos divertíamos e dávamos boas risadas. Jorge agora embalado pela bebida, dava beijos de língua em Fabiana, e olhava descaradamente para Daniela, eu delirava em vê-la encabulada com a situação, mas sabia que ela estava gostando. O clima ia esquentando cada vez mais, eu e minha esposa também trocávamos beijos ardentes. Daniela começou a acariciar meu pau por sobre o calção, e sua amiga fazia a mesma coisa com Jorge. O clima pegou fogo mesmo foi quando eu e minha esposa fomos surpreendidos, enquanto nos beijávamos, pelo seguinte comentário de Fabiana: _ Olha só o tamanho do pau dele Dani!!! Eu e minha esposa olhamos em direção aos dois e Fabiana estava de joelhos entre as pernas de Jorge, segurando o pau dele. Realmente o pau de Jorge era grande e grosso, como Fabiana tinha dito a minha esposa. Daniela ficou olhando Fabiana chupar aquela rola imensa, como se estivesse hipnotizada e sussurrou baixinho: _ Olha só que pau enorme...amor!!!! Fabiana engolia com dificuldade o pau de Jorge e minha esposa olhava tudo. Fiquei olhando Daniela lamber os lábios discretamente e com a boca cheia d’água. Aquilo me excitou muito, mas o que se passou a seguir foi surpreendente. Daniela sem dizer nada e sem ao menos olhar para mim, se levantou e foi em direção aos dois. Fiquei estático, sem saber o que fazer, olhando sem acreditar. Daniela sentou ao lado de Jorge, e os dois se beijaram. A vontade que eu tinha era de puxar minha esposa dali, mas algo mais forte me impedia, permaneci sentado no sofá e fiquei olhando meu chefe beijar minha linda esposa. Vi as mãos fortes dele, acariciando a xoxotinha dela sobre o biquíni. Fabiana se sentou do outro lado de Jorge, e ele abraçado com as duas, trocava beijos de língua com as duas. Aquilo era demais, mas eu não conseguia se quer me mover do sofá, meu coração estava a mil. Meu chefe, com o rosto no meio dos peitos das duas, lambia e chupava as duas, que elas deliravam de tesão. O rosto de Daniela era de puro prazer, ela parecia estar em transe. Ele então mandou que elas chupassem seu pau, as duas obedeceram rapidamente. A primeira a abocanhar o pau de Jorge foi Fabiana, que passou a chupa-lo com volúpia. Daniela ficou com o rosto do lado, olhando fixamente para o que amiga estava fazendo, aguardando sua vez. Delirei ao ver minha esposa com a boquinha cheia d’água esperando uma chance para abocanhar o pau do meu chefe. Jorge quase sem fôlego disse ofegante: _ Deixe a Dani chupar um pouco agora!! Fabiana tirou o pau de Jorge da boca e direcionou para Daniela. Aquele segundo foi eterno para mim, vi minha esposa com a boquinha aberta se aproximar daquele pau enorme e grosso, e quase gozei ao ver aquela cabeçona grande e vermelha deslizando para dentro da boquinha de minha esposa. Daniela se esforçava para engolir o pau de Jorge, mais era muito grosso, e só ia até a metade. Enquanto isso Fabiana, lambia as bolas enormes dele, que pareciam inchadas de tão grandes e cheias. As duas alternavam em chupar o pau dele, pareciam disputar quem era a mais sacana, pois a cada vez chupavam com mais vontade. Uma cena me fez delirar, diante da gula de sua amiga, Daniela tirou o pau do meu chefe da boca de Fabiana e disse: _ Deixa um pouco para mim Fabiana,...sua gulosa!!! A boquinhas das duas ficaram molhadinhas, pois um liquido viscoso vertia do pau de Jorge. Tenho que reconhecer que meu chefe a esta hora mostrou porque ele vivia rodeado de mulheres, se fosse eu, com duas gatas daquelas disputando meu pau, gozaria na hora, mas ele calmamente só observava as duas, e vez ou outra me olhava com cara de sacana. Depois de um bom tempo, Jorge se levantou e mandou as duas se sentarem no sofá. Ele ficou de joelho, tirou o biquíni delas rapidamente. As duas ficaram uma do lado da outra, levantaram suas pernas, deixando a xoxotinha a disposição de Jorge. Fabiana tinha uma bucetinha raspadinha, com uma pequena faixa de pelinhos. Já Daniela estava com eu gosto, só um filete de pelinhos loiros. Jorge então passou a lamber alternadamente a bucetinha das duas, que gemiam a cada investida dele. Jorge sugava e lambia com gosto, ele se mostrava um grande chupador, e fazia de tudo para dar o máximo de prazer as duas juntas, mas estava claro que a preferida do safado era minha esposa, principalmente quando ele passou a lamber o cuzinho delas e Daniela começou a gemer bem alto. Meu pau parecia explodir dentro da calça de tão duro. Jorge mandou as duas ficarem de quatro em cima do tapete uma do lado da outra. A simples visão daquelas deusas de quatro, com aquelas bundas com marquinhas de biquíni, e bucetinhas arreganhadas, faria qualquer um enlouquecer. Eu vendo aquilo me revirei no sofá e xinguei meu chefe bem baixinho. Jorge se posicionou atrás de Fabiana, e foi empurrando seu pau bem devagar, ela começou a gemer e a elogiar o pau dele. Bem devagar Jorge foi colocando, depois começou um movimento de vai e vem, bem devagar. Enquanto isso ele acariciava a xoxotinha de minha esposa, que rebolava freneticamente na mão dele. Depois de varias bombadas em Fabiana, ele se posicionou atrás de minha esposa. Meu coração disparou. Instintivamente, me posicionei para ver melhor. Jorge vendo meu desespero para assistir, disse num tom arrogante: _ Que ver sua mulherzinha levar ferro corninho!? Jorge num gesto ousado mandou que eu arreganhasse a xoxotinha de minha esposa para ele. Fiz o que ele mandou, me aproximei deles e arreganhei o máximo que pude a xoxotinha de minha esposa. Ele então foi penetrando Daniela bem devagar. Eu nunca tinha visto a bucetinha da minha esposa daquele angulo, quanto menos com um pau daquele tamanho arreganhando-a toda. Quando o pau dele estava totalmente dentro de Daniela, ele me mandou me afastar, segurou-a pela cintura, e passou a fode-la num ritmo vigoroso. A bundinha de Daniela chacoalhava com a força das estocadas do meu chefe. Ela começou a gemer como uma louca. Eu nunca pensei que viria uma cena daquelas, o pau de outro homem entrando e saindo da xoxotinha de minha esposa. Jorge ficou alternado comendo as duas sem parar, fiquei impressionado com o fôlego dele, e com a rapidez de como ele tirava de uma e colocava na outra. As duas gemiam, gritavam e gozavam sem parar. Jorge mandou minha esposa se deitar com a barriguinha voltada para cima e Fabiana ficar de quatro em cima dela, suas bucetinhas ficaram bem perto uma da outra. Ele então continuou revezando, fodendo as duas, sempre num ritmo alucinante. As duas gemiam, e gozavam juntas. Então vi uma daquelas cenas que ficam na nossa memória para sempre, as duas embriagadas pelo tesão começaram a trocar beijos de língua, que só eram interrompidos quando uma delas gozava gritando e gemendo. Era simplesmente demais, mas o que veio a seguir superou tudo o que eu tinha visto até então. Jorge ficou de pé e dizendo que iria gozar, mandou as duas posicionem seus rostinhos perto do pau dele, eu não acreditei mas Daniela fez o que ele disse, junto com a amiga. Apesar de todo meu esforço eu nunca tinha conseguido gozar no rosto de minha esposa, e com apenas um gesto lá estava minha esposinha de boquinha aberta, esperando para tomar a porra do meu chefe. O pau de Jorge começou a latejar, e vários jatos atingiram a boquinha e o rosto das duas. Elas lamberam o pau dele até a ultima gota, e depois se beijaram lambendo a boquinha uma da outra. Pensei que tinha acabado cheguei a me levantar. Mas ainda com o pau latejando, Jorge mandou elas ficarem de quatro em cima do sofá, e se apoiarem no encosto. Ele então disse que iria comer o cuzinho das duas, Daniela pela primeira vez olhou para mim com cara de espanto, pois quando fazemos sexo anal, mesmo com meu pau sendo pequeno, Daniela não agüenta até o final. Já a amiga fez o que Jorge mandou, e Daniela se sentou do meu lado e ficou observando Jorge penetra-la. Fabiana gemia e gritava, Jorge com muito jeito foi enfiando, até que o seu pau saia e entrava sem esforço. Ele começou um vai e vem, que foi aumentado cada vez mais, Fabiana delirava e pedia mais. Daniela assistia tudo do lado cheia de tesão. Súbito ela deu um salto ficou na mesma posição da amiga e disse: _ Come meu rabo...come!!! Jorge mais uma vez me olhou com cara de sacana, e penetrou minha esposa. Daniela gritou, gemeu, disse palavras sem nexo, e quando Jorge começou o vai e vem, ela começou a chorar e implorar por mais. Jorge ficou revezando em comer o rabinho das duas. Fiquei louco em ver meu chefe confirmando sua preferência por Daniela, pois era ela que levava as estocadas mais fortes, e mais demoradas. Eles foderam até não se agüentarem mais, então de novo Jorge gozou no rostinho delas, deixando as duas com rosto, pescoço e peitos cobertos de porra. Resolvemos dormir na chácara. Minha esposa e sua amiga dormiram com Jorge, e transaram a noite toda e desta vez tive que me contentar em escutar os gemidos pela porta. Depois disso os três voltaram a se encontrar várias vezes, mais eu mesmo assisti a poucas transas deles. Quanto ao menage com a amiga, nunca mais tive coragem de tocar no assunto.

Comentários

03/09/2013 14:36:01
tem uma continuaçãozinha não???
26/06/2013 13:46:39
Ta e vc que queria tanto comer as 2 ficou chupando dedo?! kkkk que merda ein.
17/06/2013 02:07:11
Kkkkkkkkk . Gostei , Kkkkkkkkk 10
02/02/2013 16:06:00
kkkk e nisso q da convidar um comedor!!!
12/05/2012 02:07:08
o conto é bom mas da pra ver q é fictício vc vai com muita sede ao pote quando mostra a fascinação q teve a cada contato do seu chefe com a sua mulher e isso delata q é fictício mas como é empolgante e bem contado nota 8
13/05/2011 10:05:37
Meu....vc deve estar querendo ver ela com outro cara com kct gde fodendo-o....me procure se estiver afim de ve-la comigo e outra mulher....se vc conseguir deixo ate comer esta outra mulher....carlaosp71@hotmail.com
10/11/2009 09:06:38
Pô e vc não comeu ninguem não? Pelo menos vc foi sincero
14/04/2009 16:28:45
quer ver sua esposa trair vc na sua frente, vc vai ficar de pau duro,vai ter a vontade que sempre quis, ver sua esposa com outro ,sigilo absoluto,honestidade e respeito, eduardo40maduro@hotmail.com , espero por vc __
17/06/2007 08:57:51
parabens..... te invejo no bom sentido, gostaia muito de ser corno, mas minha mulher não aceita de jeito nenhum
10/05/2007 11:27:23
vc é um filho da puta pq teu chefe comeu tua mulher e a amiga dela e deve comido até vc. vc chupo o seu chefe tbm?
O Enfermeiro
26/06/2006 21:01:54
Excelente conto, eu que já lí inumeros inclusive de outros sites posso garantir que este esta entre os 1 melhores, valeu corninho!
fiel
21/10/2005 09:50:23
fila da puta quando ve assim queria da o seu cu pra seu chefe tambem eu gostaria de comer sua mulher também
Rodrigo
13/10/2005 17:53:45
cara, vc e un viadao e tua esposa uma vadia daquelas bem putas..
wagner
13/08/2005 19:13:24
dorei este conto e gostaria de conhecer voces, posso até filma~los se quizerem abraços/bjs
eduardo
05/06/2005 22:27:36
e sua mulher continua dando pro chefe escreva???
Fabio
07/04/2005 12:12:19
Cara, adorei seu conto. adoro essas historias de corno, mi9nha namorada me mete chifres tb
Detonador...
10/12/2004 21:47:33
kara quero comer sua mulher também, se bobear , traço até vc...
Junior
16/08/2003 00:32:27
Meu amigo a sua mulher e uma vaca, e vc e um corno...
Crítico
26/06/2003 22:35:39
Parabens! Já tinha lido este conto e é um dos que mais me deu tesão na vida. Queria ser teu chefe e esporrar sua esposa.
Hugo
20/06/2003 02:43:10
Amigo, pelo jeito o seu chefe comeu até vc!!!! manda seu e-mail para mim que eu como sua mulher e amiga também!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.