Casa dos Contos Eróticos

Feed

A Inocente Prima Safada

Autor: Marcelo A. Moreira
Categoria: Heterossexual
Data: 30/08/2002 09:45:17
Nota 8.40
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

A história que vou contar aconteceu quando meus pais viajaram e eu fui passar quase 1 mês na casa da minha tia. Lá moravam minha tia, meu tio, meu primo pirralho e minha prima da minha idade (na época tínhamos 17 anos).

Minha prima Carol não é dessas muito bonitas ou gostosas, mas ela tem o corpo bem proporcional e o rosto até bonito. Ela tem seios pequenos porém empinados e durinhos, bumbum saliente e pernas bem proporcionais ao corpo. Ela sempre se vestia com roupas provocantes, shortinhos curtos coladinhos que me deixavam loucos naquela casa.

Outro dia a gente tava conversando e ela estava com um short curto meio folgado. Deu pra ver a calcinha dela que era branca de renda e dava pra ver o pretinho dos seus pentelhinhos. Quase todo dia eu batia uma punheta gostosa pensando nela. Cheguei até a pegar algumas calcinhas usadas dela e ficava cheirando enquanto me masturbava. Até que um dia à tarde estávamos somente eu, minha prima e a empregada em casa. A empregada estava trancada no seu quarto e eu estava no quintal da casa e escutei o barulho de uma porta se fechando. Era minha prima que entrava no banheiro. A janela estava aberta bem na minha frente e tomado pelo tesão que minha priminha proporcionava, resolvi dar uma espiada. Quando olhei, não pude ver muita coisa porque a janela fica no alto, dentro do box do chuveiro. Consegui vê-la de lado, ela estava já sem roupa sentada no vaso. Pude notar quando ela passou a mão no meio das pernas, não sei se estava coçando ou acariciando a xoxotinha.

Até que de repente ela entrou no box, no susto tirei a cabeça da janela rapidamente mas ela me viu. Carol fechou a janela com raiva tamanha foi a força com que o fez. Na hora eu não sabia onde enfiar a cabeça, fiquei morrendo de vergonha e não sabia o que fazer. Fui para o quarto e fiquei lá pensando o que iria dizer. Carol saiu do banheiro e passou direto pro quarto dela com a maior cara feia. Pouco tempo depois ela veio até mim e começou a me dar a maior bronca! Falou que eu era um safado, que ia contar pro pai dela pra ele me botar pra fora, etc... Eu ia tentando me desculpar dizendo que não consegui ver praticamente nada, mas ela estava realmente muito irada. Depois de muito gritar comigo e um pouco mais calma, eu disse:

- Olha prima, desculpa, mas você bem que provoca com aqueles shortinhos e ainda por cima temos a curiosidade normal de saber como é o corpo do sexo oposto. Ou vai dizer que você também não tem a curiosidade de saber como é o corpo de um homem?

Ela ficou meio calada, mas notei que já estava encarando a coisa de outro ponto de vista. Aí ela disse:

- É, mas queria ver se fosse o contrário, você também ia ficar com raiva!

Essa foi a minha chance, aproveitei pra atacar:

- Claro que não! E pra mostrar isso vou tirar minha roupa pra você ver, quer?

Ela ficou calada por um tempo mas já pude notar seu olhar com outros interesses e depois fez sinal com a cabeça que sim. Pronto! Era tudo que eu queria.

Tranquei a porta do quarto e comecei a tirar a roupa. Tirei a camisa e a bermuda parando por aí de propósito. Ela foi logo dizendo:

- Pode tirar tudinho, você me viu toda nua no banheiro!

Na mesma hora virei de costas e tirei minha cueca deixando ela ver meu bumbum, então depois fui virando devagar. Carol fixou os olhos no meu pau que já estava começando a crescer (meu pau duro tem 18 cm e é um tanto grossinho). Ela chegou mais perto e olhava com uma cara mais sacana. Eu disse:

- Pode pegar, prima.

Ela ficou meio inibida, eu tomei sua mão e fui colocando-a sobre meu caralho. Quando ela segurou, ele cresceu mais e ficou bem duro. Ela disse:

- Nossa primo, que pinto bonito.

A safada já estava adorando aquilo e tinha feito toda aquela cena pra se fazer de santa. Mandei então ela colocar a boca, Carol foi se abaixando e beijando a minha barriga até encostar a boca na cabeça do meu pau, começando então a fazer um boquete gostoso. Lambia a glande depois tentava engolir e eu fui segurando em sua cabeça. Já bem excitado e com o caralho bem duro agarrei ela encostando meu pau entre suas pernas e dei um beijo bem molhado que foi retribuído.

Passei a pegar em seus seios e bunda e ela passava a mão em minhas costas e bumbum também. Tirei a camiseta dela e fui soltando o sutiã sem resistência por parte dela. A safadinha já tinha se entregado e agora só queria sacanagem, e eu também! Fui mamando naqueles lindos peitinhos bem duros e gostosos. Ela me arranhava as costas dizendo:

- Ai Paulinho, tira minha roupa, quero sentir você dentro de mim, primo tesudo!

Me abaixei e tirei o short dela deixando-a só de calcinha. Aquela visão era um deslumbre, tudo que eu sonhava quando cheguei naquela casa: minha prima safadinha prestes a ser comida por mim! Agarrei-a firme fazendo o maior amasso esfregando a pica na xoxota dela sobre a calcinha que já cheirava a sexo toda melada, dava chupões no pescoço, alisava a bunda com a mão dentro da calcinha dela.

A safada segurava no meu pinto e alisava as bolas pedindo para trepar. Então fui descendo beijando sua barriga e abaixando a calcinha devagar vendo cada pentelhinho aparecer na minha frente e eu dava lambidas até tirar a calcinha toda quando eu pude ver aquela linda boceta. Era bem grandinha com pêlos pretinhos. Dei uma boa lambida nela e Carol gemia de prazer apertando minha cabeça contra sua xana. Fiquei chupando seu grelo por um tempo com as mãos nos seios dela e por fim dei uma lambida da xota até a entrada do cuzinho que piscou na hora.

Minha prima pedia mais e senti que era a hora de fudê-la. Corri pro armário e tirei uma camisinha da carteira. Pedi a Carol que ela colocasse. Ela foi colocando e dava beijinhos no meu pau. Quando terminou deitei-a na cama e fui por cima, encaixei meu cacete na bocetinha dela e fui metendo devagar.

Mas a safada nem era virgem, fui metendo com força e chupando seus mamilos, ela apertava minha bunda e arranhava minhas costas com as unhas pedindo para eu fodê-la todinha. Fui alargando a xoxota dela todinha e já estávamos quase gozando. Viramos de posição, fiquei embaixo e ela me cavalgando, passava a mão pela bunda dela procurando seu cuzinho. Foi então que fui enfiando dedinhos no seu cu e ela me alisava o peito e teve seu primeiro orgasmo. Ela gemia no meu ouvido lambendo minha orelha e eu gozei também. Tirei o pau da sua xana, paramos um pouco e eu disse que ela era um tesão, que sonhava em comê-la desde que cheguei.

Vesti a bermuda e fui olhar se empregada tinha reparado alguma coisa, mas ela continuava trancada no quarto, devia estar dormindo. Voltei pro quarto, tirei a bermuda e começamos a nos bolinar novamente. Meu pau que tinha amolecido depois da gozada foi dando sinal de vida novamente e eu acariciava a xoxotinha da prima que tava toda molhadinha. Daí eu caí de boca naquela boceta cheirosa e ela também passou a lamber meu pau já sem camisinha e também melado. Ficamos num delicioso 69. Eu lambia seu clitóris e todo seu grelo com vontade. Ela também tentava engolir meu pau todinho, sugava as bolas e chupava a cabeçona. Coloquei dedinhos no seu cuzinho novamente e ficava mexendo-os lá dentro.

Ficamos algum tempo assim e Carol gozou abundantemente na minha boca. Eu não deixei por menos dei uma bela esporrada quente na sua garganta. Ela engoliu tudinho e depois limpou meu caralho na base da chupada. Depois disso fomos nos recompor pois já estava perto dos pais dela chegarem. Durante o resto do tempo que passei lá não tivemos chance de transar de novo mas ainda conseguimos tirar uns amassos e alguns boquetes durante a noite quando todos dormiam. Pena que hoje a prima esteja resistindo às minhas investidas, mas ela ainda vai acabar cedendo.

Comentários

26/01/2010 19:37:02
Dorivaldo Este conto é mto bom, gostaria de estar no seu lugar.
23/03/2009 19:32:07
bom, meninas que quiserem, podem me convidar para fazermos essa estória do nosso jeito! ljss8241@yahoo.com.br (vai ser bem melhor que ler é claro)!
23/03/2009 19:30:19
garotas querem repetir isso? ljss8241@yahoo.com.br Vamos fazer melhor que na estória!
26/10/2008 10:24:39
bom msm cara
20/10/2008 14:12:23
bom conto fiquei com tesao alguma bucetuda afim de conversa ai?
20/10/2008 14:11:40
luana qual e seu mail quero faze com vc tudo isso que ta no conto
21/06/2008 18:05:18
Muito bom =)
18/02/2007 16:51:21
este conto é bom demais,valeu nota1o
kamel
02/01/2006 16:27:13
Eu comi o cú de Potter! Ele não parava de rir.
caralho
06/04/2005 10:48:10
puta que pario mas sem o rabo
zana
03/04/2005 03:50:14
gosei 2 vezes lendo seu conto. minha buceta ta toda molhada. so falta uma rola bem dura.
pirocoloco
03/04/2005 01:04:04
Este conto e e d+ e luana me manda um email para fazermos igual
JK
02/04/2005 10:55:36
Particularmente não gosto de sexo anal, tem coisa melhor que uma xoxotinha molhada? Ela foi feita para levar pau.
Espectro
01/02/2004 03:57:21
Pena eu não ser sua prima também!!!Estou molhadinha de tesão!!!
18/12/2003 01:43:51
QUEM DEU PRA QUEM ?????????????
comedor
02/09/2002 21:35:02
se deu bem em cara,e luana me de esse seu cú vai?
Garcia
31/08/2002 16:54:03
Luana ja fez uma chupeta?
Zelador
31/08/2002 09:31:47
Luana, vc nunca deu a rabeta?
Luana
31/08/2002 02:40:47
Eu adorei.... isso prova 90 % das transas.... nem sempre damos o rabo, e você fantasiam demais.... isso ótimo conto.... e Potter, vai dar, vc o cú....
31/08/2002 01:39:20
Leonam vc precisa entender q o potter acha q o rapaz tem q explicar o pq de nao ter metido no rabo da prima..
LEONAM
30/08/2002 16:34:15
Potter... Vc não leu o conto??????? O conto é bom.... Mesmo sem ter comido o rabo...
potter
30/08/2002 12:02:18
e o rabo vc n pegou?

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.